No dia em que testemunhou pela segunda vez, esta quinta-feira, 5 de maio, Amber Heard voltou a acusar Johnny Depp, o ex-marido, de ser extremamente violento e controlador. Entre referências a pontapés, mãos no pescoço e ameaças de morte, a atriz destacou episódios específicos em que diz ter sido vítima de abusos físicos e psicológicos durante a relação com Depp.

Ao 15.º dia de julgamento, Amber Heard voltou a sentar-se no banco dos réus, no tribunal de Fairfax, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, e relatou o momento em que diz ter sido agredida num avião, perante a equipa de seguranças de Johnny Depp, que, segundo diz, nada fez para a defender.

Amber Heard descreve "inspeção vaginal" nas mãos de Depp. Ator estaria em busca de cocaína
Amber Heard descreve "inspeção vaginal" nas mãos de Depp. Ator estaria em busca de cocaína
Ver artigo

A atriz começou por explicar que o ex-marido se teria tornado violento depois de a acusar de ter um caso com o ator James Franco. "Ele estava furioso comigo por ter aceitado o trabalho com James Franco", disse, a propósito do incidente que terá acontecido em maio de 2014.

"Odiava, odiava James Franco, e o Johnny acusava-me de ter um caso em segredo com ele no passado, desde que fizemos 'Segurando as Pontas' ('Pineapple Express' no título inglês) juntos", acrescentou, em declarações citadas pelo "Diário de Notícias". "Ele chamou-me puta".

Heard alega que, à data, o ex-marido (que estaria sob o efeito de álcool) lhe deu uma chapada e a pontapeou quando esta decidiu mudar de lugar no avião. "Caí no chão (...). Ninguém disse nada, ninguém fez nada. Podia ouvir-se um alfinete cair naquele avião. Lembro-me de me sentir muito envergonhada."

"Vou matar-te"

No mesmo depoimento, a atriz recordou ainda um episódio, que diz ter acontecido em 2015, durante o período em que fez uma visita a Johnny Depp, que se encontrava em gravações para um dos filmes da saga "Piratas das Caraíbas".

Amber Heard diz que o ator, que alegadamente se encontrava sob o efeito de álcool e drogas, tê-la-á empurrado contra o frigorífico e segurado pelo pescoço. Isto, na sequência de uma discussão, na primeira noite após a chegada da atriz à Austrália, palco da produção da Disney.

Depois de se conseguir libertar, Heard conta que fugiu para o andar de cima da casa, mas voltou a descer mais tarde para sugerir que Depp se alimentasse. A atriz diz que o comentário não foi bem recebido pelo ex-marido e que Depp começou a atirar-lhe garrafas de vidro. Utilizando, mais tarde, uma das garrafas para a agredir sexualmente, enquanto gritava "eu vou matar-te".

Johnny Depp vs. Amber Heard. Tudo o que se sabe sobre a história de amor que está nos tribunais
Johnny Depp vs. Amber Heard. Tudo o que se sabe sobre a história de amor que está nos tribunais
Ver artigo

"Ele estava a enfiar aquilo dentro de mim uma e outra vez", começou por explicar. "Lembro-me de olhar à volta, olhar para todas as garrafas partidas, para os vidros estilhaçados e lembro-me de não me querer mexer, porque não sabia se aquela garrafa que ele tinha dentro de mim estava partida", acrescentou, em declarações citadas pela CNN Portugal.

O relato ficou marcado pela atriz em lágrimas, visivelmente transtornada. A mesma história já havia sido contada por Dawn Hughes, psicóloga especialista em violência interpessoal, que testemunhou esta segunda-feira, 2.

Depp foi impedido de se aproximar da ex-mulher

Assim que o tempo estipulado para o depoimento terminou, Amber Heard levantou-se do banco dos réus, enquanto os restantes presentes em tribunal, inclusive Johnny Depp, começavam a dirigir-se para a saída da sala. Por instantes, o ex-casal mantém contacto visual e Johnny Depp caminha em direção da ex-mulher.

Ainda que não se observe qualquer movimento brusco ou agressivo, a equipa de segurança posicionou-se rapidamente entre os atores, impedindo que Depp se aproximasse de Heard. O momento ficou registado e os internautas têm vindo a interpretá-lo de formas distintas. Há quem acredite que Depp teria intenções de agredir a ex-mulher e, por outro lado, há quem tenha descrito como exagerada a atitude dos seguranças do local.

Apesar de ainda não ser conhecido o teor das próximas declarações da atriz, sabe-se que a equipa de Depp celebrou o momento em que Amber Heard mencionou a relação passada do ator com Kate Moss. Alguns internautas lançam a hipótese de a equipa de Depp já ter previsto o argumento da atriz.

Através de um comunicado divulgado imediatamente após a sessão desta quinta-feira, 5, a equipa de Depp mostra-se confiante.

"Como o advogado do Sr. Depp já havia previsto nas suas declarações iniciais, no mês passado [abril], a Sra. Heard realmente fez 'a atuação da sua vida' durante o depoimento", avançou a equipa que representa Johnny Depp em tribunal, esta quinta-feira, 5, em comunicado.

"O próximo interrogatório da equipa do Sr. Depp será muito revelador, e certamente destacará as muitas falácias que a Sra. Heard tentou passar como factos ao longo do seu testemunho complexo", lê-se.

O ex-casal, que se casou em 2015, acusa-se mutuamente de difamação e violência doméstica.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.