Fu, uma mulher residente na China, partilhou na rede social chinesa Douban uma fotografia de um “ovo precioso” que gerou curiosidade aos utilizadores, que quiseram saber a história do alimento.

Casa do Costa. O restaurante onde pode comer arroz de carabineiro "acompanhado" de vista para o mar
Casa do Costa. O restaurante onde pode comer arroz de carabineiro "acompanhado" de vista para o mar
Ver artigo

Quando era criança, a mãe cozia-lhe um ovo para comer na escola. No entanto, num desses dias, Fu esqueceu-se dele, conforme escreve o "Hoy". Um tempo depois encontrou-o com tons avermelhados e guardou-o num porta-jóias.

A mãe de Fu reencontrou o ovo 20 anos depois. O mais impressionante foi que, mesmo tendo passado duas décadas, o ovo não estava podre, mas sim macio e rachado. Os tons avermelhados ainda estavam presentes e agora assemelha-se a uma pedra preciosa, devido à mistura de outras cores, como cor-de-rosa e cor de laranja.

Veja como fica um ovo cozido 20 anos depois.

Ovo cozido 20 anos depois
créditos: Douban

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.