É certo que o conceito de felicidade é vago e quase abstrato, mas a verdade é que há uma rede internacional que, todos os anos, elege quais os países mais felizes à escala global. E a lista de 2022 foi finalmente divulgada: Portugal surge em 56.º lugar no Relatório da Felicidade Mundial, com países como Espanha (29.º), Brasil (38.º) ou Japão (54.º) à sua frente.

Ranking. Saiba quais são as melhores e piores escolas do País
Ranking. Saiba quais são as melhores e piores escolas do País
Ver artigo

E, não, não se trata de uma lista ilegítima. Falamos de uma publicação da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), que para além de calcular o índice de felicidade de cada país (com base em critérios bem definidos), chegou também à conclusão de que a população mundial está cada vez mais benevolente, stressada e com menos qualidade de vida. 

"A grande surpresa é que, em termos globais, registaram-se grandes aumentos nas três formas de benevolência em análise na Gallup World Poll", disse Travel John Helliwell, um dos três editores fundadores do relatório, em declarações citadas pela CNN Portugal. Com base em critérios como doações para caridade, ajuda a estranhos e trabalho voluntário, a benovolência é, agora, "a principal preocupação" da população em todo o mundo, confirma.

No mesmo documento, os autores sinalizam ainda uma tendência ascendente a moderada (a longo prazo) no que toca a questões associadas a stresse, preocupação e tristeza na maioria dos países, bem como "um ligeiro declínio a longo prazo na qualidade de vida", lê-se.

Habemus ranking dos países mais felizes do mundo

Sem surpresas, a Finlândia volta a liderar a lista dos países mais felizes do mundo, pelo quinto ano consecutivo, com a Dinamarca e a Islândia a ocuparem o segundo e terceiro lugar do pódio, respetivamente. Já no que toca a Portugal, temos boas e más notícias.

O nosso País não ficou entre os 50 mais felizes do mundo, mas conquistou uma classificação melhor do que em 2021, subindo duas posições: desta vez, ficou na 56.ª posição, com uma média de avaliação de 6,016, abaixo dos 7,821 pontos arrecadados pela Finlândia.

Em 2019, Portugal tinha catapultado 11 posições, ao subir para o 66.º lugar, tendo depois ascendido em 2020 ao 59.º lugar. Atualmente, está à frente de países como a Grécia, China, Rússia, Ucrânia ou Turquia, mas ainda há parâmetros a melhorar.

Portugal depende do gás natural russo? O que muda com a guerra
Portugal depende do gás natural russo? O que muda com a guerra
Ver artigo

Segundo o Relatório da Felicidade Mundial 2022, Portugal peca essencialmente na generosidade e na percepção da corrupção, já que são estes os parâmetros em que o País conquistou a pior pontuação. No entanto, conseguiu destacar-se, e até superar a Finanlândia, a grande vencedora deste ranking, no que à esperança de vida saudável diz respeito.

Importa referir que a ordem final é calculada com base em fatores como expectativa de vida saudável, PIB per capita, apoio social em tempos de dificuldade, baixa corrupção e alta confiança social, bem como generosidade numa comunidade onde as pessoas cuidam umas das outras e se assumem como livres para tomar decisões importantes na vida. O que significa que a soma de todos estes parâmetros é que define a posição de cada país neste ranking mundial. 

Nos últimos lugares estão Ruanda, Zimbabué, Líbano e Afeganistão.

Pode consultar o Relatório da Felicidade Mundial 2022, bem como todos os anteriores, aqui.

Eis o top 20 do ranking de 2022

  1. Finlândia
  2. Dinamarca
  3. Islândia
  4. Suíça
  5. Países Baixos
  6. Luxemburgo
  7. Suécia
  8. Noruega
  9. Israel
  10. Nova Zelândia
  11. Áustria
  12. Austrália
  13. Irlanda
  14. Alemanha
  15. Canadá
  16. Estados Unidos
  17. Reino Unido
  18. República Checa
  19. Bélgica
  20. França

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.