Já todos sabemos que as falhas de segurança das tecnologias são reais e de que forma a privacidade fica comprometida sempre que isso acontece.

Uma família do Mississipi contou ao canal de televisão norte americano "WMC5" que, apenas quatro dias depois de terem instalado uma câmara de vigilância no quarto das filhas, um hacker conseguiu aceder ao aparelho.

Durante uns minutos durante os quais a mãe saiu de casa para fazer uns recados e o pai estava no andar inferior da casa, o hacker conseguiu comunicar com uma das filhas do casal, uma menina de 8 anos. O vídeo da conversa já correu a internet.

Novo reality show da TLC acusado de fazer troça de quem sofre de excesso de peso
Novo reality show da TLC acusado de fazer troça de quem sofre de excesso de peso
Ver artigo

Além de ter acesso às imagens do quarto das crianças, o hacker foi mais longe e conseguiu mesmo conversar com a menina. Juntamente com música, a voz ia dizendo: "Eu sou o teu melhor amigo. Sou o Pai Natal", enquanto a criança chamava pela mãe, o hacker continuava: "Eu sou o Pai Natal. Não queres ser a minha melhor amiga?". 

A mãe, Ashley LeMay, partilhou o vídeo com os órgãos de comunicação locais e contou à "WMC5" que o hacker pode ter visto as filhas a dormir, a trocar de roupa, entre outras coisas. "Eu acredito que seja alguém que nos conhece ou que seja muito próximo de nós", confessa.

A empresa Ring, a que pertence a câmara comprada pela família, atribuiu o evento a uma falha de segurança e afirmam que vão investigar o sucedido e tomar as medidas necessárias.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.