Donald Trump voltou a irritar-se com jornalistas e, desta vez, o alvo foi Lesley Stahl que o entrevistou para o programa "60 Minutes". A gravação da entrevista aconteceu esta terça-feira, 20 de outubro, na Casa Branca, e terá sido o presidente dos EUA a terminar a entrevista mais cedo do que o previsto por se sentir frustado pela forma como esta estava a ser conduzida e pelo tipo de perguntas que Stahl estava a fazer, avança o jornal "Politico", citando uma fonte conhecedora da situação e que descreve Donald Trump como bastante "irritado" durante a conversa.

A conversa entre Trump e Stahl terá durando mais de 40 minutos, e esse terá sido o tempo suficiente para que o presidente decidisse não sujeitar-se a mais perguntas. Este acabou por abandonar a sala da Casa Branca na qual decorreriam as gravações e não voltou para um segundo segmento do programa que iria incluir a presença do vice-presidente Mike Pence.

Não demorou muito para que a reação de Donald Trump começasse a ser comentada, no Twitter, por jornalistas que citavam fontes próximas do processo de gravações. Por isso, o presidente foi o primeiro a reagir através da publicação de um vídeo que mostrava Lesley Stahl a conversar, sem máscara, com os produtores do seu programa. Na descrição do vídeo, o presidente escreveu: "Lesley Stahl, do programa '60 Minutes', a não usar máscara depois da entrevista que me fez. Mais a caminho."

Trump ameaça divulgar imagens da entrevista antes de esta ser emitida

Karoline Leavitt, assistente de imprensa da Casa Branca, também reagiu: "Isto [referindo-se ao vídeo] aconteceu momentos depois de ela me ter criticado por não usar uma máscara enquanto eu trabalhava na minha secretária."

No entanto, a verdade é que Lesley Stahl usou máscara desde o momento em que entrou na Casa Branca até ao final da entrevista. O vídeo, aliás, foi captado "imediatamente após a entrevista realizada pela equipa do programa, todos eles previamente testados", avançou outra fonte próxima da situação, à mesma publicação.

O que acontece se Donald Trump deixar de conseguir governar?
O que acontece se Donald Trump deixar de conseguir governar?
Ver artigo

Na noite de terça-feira, Donald Trump voltou a referir o programa e insinuou que aquilo que as imagens iriam mostrar — a entrevista só será exibida no domingo, 25 de outubro — não corresponderia à verdade.

"Tenho o prazer de vos informar que, por uma questão de rigor jornalístico, estou a considerar divulgar a minha entrevista à Lesley Stahl do programa '60 Minutes' antes de esta ser exibida na televisão. Isto vai ser feito para que toda a gente consiga ver o que é, afinal, uma entrevista falsa e tendenciosa", escreveu na sua página de Twitter.

A CBS, o canal responsável pela produção e emissão do programa, não reagiu à notícia da interrupção abrupta da entrevista por parte do presidente dos EUA e mantém a intenção de emitir a conversa, tal como ela foi gravada, no domingo.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.