Do Secretário-Geral das Organização das Nações Unidas, António Guterres, à ativista do clima Greta Thunberg, foram várias as personalidades que já fizeram capa da revista "Time". Contudo, em 100 anos, nunca uma capa tinha mudado tão radicalmente como na próxima edição, que sai a 2 de novembro. O logótipo foi mudado de "Time" para "Vote", com o objetivo de apelar à participação dos leitores nas eleições presidenciais dos Estados Unidos da América.

“Poucos acontecimentos vão moldar mais o mundo que há de vir do que a próxima eleição presidencial dos Estados Unidos”, explicou o diretor e CEO da "Time", Edward Felsenthal, na página de Instagram da revista norte-americana. "Para assinalar este momento histórico, sem dúvida a decisão mais importante que qualquer um de nós já tomou nas urnas, substituímos pela primeira vez na nossa história de quase 100 anos o nosso logótipo na capa da edição americana pelo imperativo de todos nós exercermos o direito de voto", continua.

time

A revista, além do novo logótipo, conta ainda com uma ilustração de Shepard Fairey, que retrata uma mulher americana de máscara, devido à pandemia de COVID-19, na qual se pode ler, mais uma vez, "Vote". A ideia, de acordo com o autor, é passar a mensagem de que aquela pessoa está determinada a usar a sua "voz e poder através do voto", mesmo que "saiba que há desafios adicionais à democracia durante uma pandemia”.

É também para fazer face aos constrangimentos de votar com um vírus lá fora, que esta edição vai conter um guia sobre "como votar em segurança neste ano extraordinário" e ainda "uma reportagem especial sobre os dias finais da campanha de 2020”, anuncia o diretor Edward Felsenthal.

Obama diz que Trump foi "incapaz de levar o cargo a sério" e apela ao voto em Joe Biden
Obama diz que Trump foi "incapaz de levar o cargo a sério" e apela ao voto em Joe Biden
Ver artigo

“Este é um momento raro, um momento que vai dividir a história em antes e depois durante várias gerações. É o tipo de momento durante o qual os leitores de todo o país e do mundo se viraram para a Time. Agradecemo-vos por o fazerem”, conclui o diretor numa nota no site da "Time".

Os americanos vão às urnas a 3 de novembro para eleger o presidente dos Estados Unidos da América, além de membros do Senado, da Câmara dos Representantes e outros funcionários públicos oficiais.

Os rostos principais da campanha de 2020 são Joe Biden e Donald Trump que, de acordo com a plataforma FiveThirtyEight, tinham 52,1% e 42,2% das intenções de voto, respetivamente, antes do último debate presidencial, que decorreu na madrugada desta sexta-feira, 23 de outubro, em Nashville, Tennessee, e foi moderado pela jornalista Kristen Welker, correspondente na Casa Branca para a cadeia televisiva NBC News.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.