Os príncipes William e Harry e as respetivas mulheres, Kate Middleton e Meghan Markle, fizeram a primeira aparição pública em conjunto em dois anos. O reencontro teve lugar no passado sábado, dia 10 de setembro, no exterior do Palácio de Windsor.

Desde 9 de março de 2020 que o quarteto não aparecia em público, aquando das comemorações do Commonwealth Day. Desta vez, a morte da rainha Isabel II, que aconteceu na quinta-feira, dia 8, foi o mote de que os irmãos precisavam para levarem a cabo uma reconciliação, depois de Harry e Meghan terem abdicado dos títulos e deveres reais em janeiro desse mesmo ano.

Durante quase uma hora, os (agora) príncipes de Gales e os duques de Sussex moveram-se entre a multidão, distribuindo apertos de mão e abraços por aqueles que se dirigiram à propriedade para homenagearem monarca. No fim, a sensação de união persistiu, sendo que os quatro entraram no mesmo carro e rumaram em direção a Frogmore Cottage, a casa de Harry e Meghan no Reino Unido.

A iniciativa deste reencontro partiu de William, de quem já era esperado que protagonizasse o momento em Windsor, em conjunto com Kate Middleton. No entanto, o príncipe de Gales mandou uma mensagem a Harry, na qual propunha um horário, tendo o irmão concordado, avança o “Daily Mail”. Ainda que tenha sido inusitada, esta não deverá ser a última vez que os casais vão ser vistos juntos, sendo que há ainda muitos momentos solenes a decorrer até ao funeral de Isabel II, que tem data marcada para o dia 19 de setembro, na Abadia de Westminster.

O caixão da monarca encontra-se no Palácio de Holyroodhouse, onde deverá ficar na sala do trono, até esta segunda-feira, dia 12, data em que se inicia um percurso público até à Catedral de Santo Egídio. Esta será a primeira vez que o público poderá prestar homenagem à rainha. Já na catedral, com a presença do novo rei, Carlos III, e de vários outros membros da família real, haverá um serviço mais religioso.

Muick, Sandy, Candy e Lizzie. O que vai acontecer aos cães da rainha Isabel II?
Muick, Sandy, Candy e Lizzie. O que vai acontecer aos cães da rainha Isabel II?
Ver artigo

Na próxima terça-feira, 13, o corpo será  transportado até ao Palácio de Buckingham, em Londres, rumando, logo no dia seguinte, até Westminster, onde estará em câmara-ardente nos quatro dias anteriores ao funeral. Durante este período, as autoridades esperam a visita de mais de um milhão de pessoas, já que é a última vez que vão poder prestar homenagem à monarca, que representou a coroa britânica durante 70 anos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.