Esta quarta-feira, 14 de abril, a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) volta a cobrar tarifas de estacionamento em Lisboa, após dois meses e meio em que os parquímetros estiveram suspensos devido à COVID-19. A EMEL vai ainda aplicar um novo tarifário de estacionamento na via pública "com o objetivo de melhorar a segurança e o bem-estar dos residentes e das residentes da cidade", diz a empresa em comunicado.

As novas tarifas foram aprovadas em Assembleia Municipal no final de 2020 e irão ser implementadas de forma faseada durante os meses de abril e maio. A intervenção começará nas freguesias de Santa Maria Maior — que abrange os bairros do Chiado, Baixa, Alfama, Castelo e Mouraria — e Misericórdia, seguida de Santo António. Já no mês de maio, entrarão em vigor nas Avenidas Novas, São Domingos de Benfica e Campolide.

Regresso total do ensino presencial pode potenciar quarta vaga de COVID-19, diz estudo
Regresso total do ensino presencial pode potenciar quarta vaga de COVID-19, diz estudo
Ver artigo

Segundo a EMEL, o objetivo das alterações ao valor dos parquímetros é reduzir "a entrada de veículos automóveis em Lisboa, fomentar uma maior rotatividade e, sobretudo, promover o estacionamento para residentes em zonas de maior densidade" — medidas que contribuirão para uma "mobilidade urbana mais sustentável".

Recorde-se que além de pagar o estacionamento nos postos físicos, poderá fazê-lo (sem qualquer contacto com superfícies, ideal em altura de COVID-19) através da aplicação ePark.

Conheça o novo tarifário.

emel
Novo tarifário da EMEL créditos: divulgação

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.