Um vídeo gravado pela algarvia chamada Janete Serrano poderá ter sido crucial para ajudar uma criança de 12 anos que estaria sob violência por parte do pai, perto de Tavira. A mulher começou a gravar um vídeo em direto nas redes sociais para denunciar um caso de violência doméstica. Janete Serrano explicou que já tinha chamado as autoridades, que não se tinham deslocado ao local, e que depois teria contactado o INEM. A certa altura, a mulher virou o telemóvel e foi possível ver uma ambulância do INEM estacionada no local. A situação aconteceu na localidade de Amaro Gonçalves, em Luz de Tavira.

Este é o vídeo mais chocante que vai ver hoje: pai empurra baloiço da filha para fora de uma varanda
Este é o vídeo mais chocante que vai ver hoje: pai empurra baloiço da filha para fora de uma varanda
Ver artigo

A mulher referiu que o pedido de ajuda veio por parte da tia, depois de descobrir que o sobrinho sofria de maus tratos por parte do pai – e que era a mãe a incitar a este comportamento. Como não poderia fazer mais, Janete decidiu gravar a situação e pedir ajuda a todos aqueles que pudessem ter “contactos na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ)”.

“A polícia não faz nada e não vamos deixar este menino aqui. Vamos levá-lo para o hospital para ele ser visto”, acrescentando também que a criança estaria com hematomas visíveis e com várias dores pelo corpo. Segundo a própria, a criança tinha alguns problemas de saúde e estava agora “cheio de medo” já que o pai o teria pontapeado com “botas de biqueira de aço”. Janete adiantou também o motivo destas alegadas agressões: “Na escola, ele não aprende com tanta facilidade como os outros meninos” e terá sido isso que motivou as agressões por parte do pai.

A criança foi transportada para a urgência pediátrica do Hospital de Faro, avança o “Correio da Manhã”. A CPCJ já está a acompanhar o caso e o futuro da criança deve ser decido esta segunda-feira pelo Tribunal de Menores. A hipótese de ser confiado a um familiar não está posta de parte.

Já quase no final do direto, Janete Serrano terminou a sessão ao repetir as palavras que a tia da criança lhe tinha dito. “Não quero que aconteça ao meu sobrinho o mesmo que aconteceu com a Valentina”.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.