Há mais 13 mortes e 4.376 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta quarta-feira, 21 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico referente à evolução da crise sanitária no País.

A partir da próxima semana prevê-se que os jovens com 18 ou mais anos já vão passar a poder fazer o autoagendamento da vacina contra a COVID-19, conforme avançado pelo jornal "Público". Esta possibilidade, que já devia estar operacional, foi adiada devido à diminuição da quantidade de doses de vacinas em Portugal.

Jovens com 18 anos ou mais vão poder agendar a toma da vacina na próxima semana
Jovens com 18 anos ou mais vão poder agendar a toma da vacina na próxima semana
Ver artigo

Para combater essa falha, já foram pedidas mais vacinas da Pfizer, conforme avançado pela ministra da Saúde, Marta Temido, esta quarta-feira. "O país está empenhado, junto da Comissão Europeia e de outros países, em tentar agilizar a entrega de mais vacinas. Há a possibilidade de termos mais doses em entrega antecipada da Pfizer, através de cedências de outros países, nos próximos dias", afirmou.

Sobre a afirmação do primeiro-ministro, António Costa, relativamente à possibilidade do fim das restrições em Portugal até ao fim do verão, vários especialistas da área da saúde já se manifestaram. "Não me parece totalmente errado, uma vez que o risco é menor se se cumprirem as medidas de distanciamento", afirmou a pneumologista Raquel Duarte ao "Jornal de Notícias". Contudo, alerta para o facto de estarmos "ainda longe de uma situação de grande abertura" de modo a não comprometer o outono e inverno.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.