Há mais três mortes e 618 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta quarta-feira, 31 de março, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico.

A marcar a atualidade internacional está a suspensão da vacina da AstraZeneca, que agora se passou a chamar Vaxzevria, na Alemanha. Esta terça-feira, 30 de março, as autoridades sanitárias alemãs restringiram o uso do imunizante contra a COVID-19 em pessoas com menos de 60 anos.

Agendamento digital é critério para plano de vacinação em massa
Agendamento digital é critério para plano de vacinação em massa
Ver artigo

A medida em causa segue as recomendações do painel independente de especialistas em vacinas deste país e ocorre após o regulador médico alemão ter divulgado novos dados em que se demonstra que foram detetados 31 coágulos sanguíneos incomuns, que levaram a nove mortes.

O Canadá suspendeu também esta segunda-feira, 29, o uso da mesma vacina em pessoas com menos de 55 anos, realçando novos dados preocupantes da Europa. "Há uma incerteza substancial sobre o benefício de fornecer as vacinas da AstraZeneca para adultos com menos de 55 anos, dados os riscos potenciais", disse Shelley Deeks, vice-presidente do Comité Consultivo Nacional de Imunização do Canadá, citado pelo "Diário de Notícias".

No Brasil, a situação pandémica continua preocupante dado o elevado número de mortes que se regista todos os dias. Esta terça-feira, o país sul-americano contabilizou 3.780 mortos devido ao novo coronavírus, sendo o país com mais mortes nas últimas 24 horas em todo o mundo. De acordo com os dados da plataforma Our World in Data, vinculada à Universidade de Oxford, o Brasil foi o país em que mais se morreu devido à COVID-19 a nível mundial, noticia a "SIC Notícias".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.