Portugal regista já 30.471 infetados e 1.302 mortos pelo novo coronavírus. São estes os novos dados avançados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) no boletim epidemiológico deste sábado, 23 de maio. Estes números representam um aumento de cerca de 0,9% de infetados, enquanto as vítimas mortais registadas são mais 13 do que as de ontem.

Estes dados são atualizados numa altura em que se sabe que países como a China, Espanha e Itália estão a conseguir achatar melhor a curva do que Portugal. Ainda que na sexta-feira a variação diária de novos casos de contágio tenha voltado a ser inferior a 1%, nesta fase já há vários países com desenhos de curvas mais achatados, como a Coreia do Sul, "um país que até começou com um número bastante elevado de casos mas que acabou por controlar o surto de forma eficaz", escreve o jornal "Expresso".

"Ainda assim, a evolução do número de infetados com COVID-19 em Portugal está notoriamente abaixo da evolução que se verificou nos países com uma situação mais grave, como China, Itália, Espanha ou Irão", escreve o mesmo jornal.

Enfermeiro infetado com COVID-19 que recebeu 60€ de salário revoltado. "Tenho vergonha de um País que enche os bolsos a gatunos"
Enfermeiro infetado com COVID-19 que recebeu 60€ de salário revoltado. "Tenho vergonha de um País que enche os bolsos a gatunos"
Ver artigo

Mas afinal, e comparando com os restantes países do mundo, a forma como Portugal está a lidar com o surto está a ser positiva ou negativa? Na sexta-feira, o número de novos casos teve um crescimento bruto de 288, mais 36 dos que os de quinta-feira.

Em comparação com os restantes países que estão "há tanto ou mais tempo" do que Portugal com mais de 100 casos de infeção, encontramos seis países com menos casos registados e, por isso, uma menor taxa de crescimento (numa escala em que menos casos equivale a uma situação positiva) — e são eles os Países Baixos, a China, a Suíça, a Dinamarca, a Áustria e a Coreia do Sul.

Nos Países Baixos, por exemplo, o número de novos casos registados na sexta-feira foi de 200, o que equivale a uma taxa de crescimento de 0,5% diária, abaixo do 1,0% de Portugal mas imediatamente acima da realidade da Coreia do Sul que só reportou nove novos casos e uma taxa de 0,1%.

Apesar disso, a verdade é que acima de Portugal há "sete países com resultados mais negativos" onde se incluem, por exemplo, o Qatar, Singapura e Bahrain que apresentam uma variação diária de novas infeções muito elevada.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.