Num vídeo publicado na noite desta quinta-feira, 17 de junho, o humorista Diogo Faro acusa o jornalista da SIC Nuno Luz de o ter abordado com insultos no aeroporto de Budapeste, na Hungria, antes do jogo Hungria-Portugal do Euro 2020.

"E o Nuno Luz, o jornalista da SIC, que na chegada a Budapeste me quis bater? Não foi bem bater", começa por dizer o humorista no vídeo originalmente publicado na sua página de Instagram. O incidente terá acontecido na chegada ao aeroporto quando Nuno Luz viu Diogo Faro e o abordou com vários insultos.

"O Nuno Luz arranca em direção a mim todo zangadão, junta-se à minha cara e começa [a dizer]: 'E agora, meu otário de merda? Vais dizer-me alguma coisa na cara? Diz lá agora o que andas a dizer de mim [na internet].' Empurrei-o e ele continuou: 'Achas que podes dizer tudo o que queres de mim na internet, palhaço?", alega o humorista.

Diogo Faro. "Não fujo às críticas: errei e assumi o erro. Toda a gente faz merda"
Diogo Faro. "Não fujo às críticas: errei e assumi o erro. Toda a gente faz merda"
Ver artigo

O alegado incidente, que Diogo Faro diz que terá sido testemunhado por várias pessoas, inclusive amigos seus, continuou até à saída do aeroporto. "Continuou a gritar-me na cara e houve mais pessoas que se sentiram legitimadas para me insultarem também só porque não gostam do meu trabalho. Tive de manter-me calmo porque não sou violento e não é da minha natureza resolver as coisas à pancada."

"Por mais que aquilo me pusesse o sangue a ferver, não queria, de todo, ir parar a uma esquadra húngara, nem estragar as férias aos meus amigos", continua. A situação terá acalmado quando os seguranças do aeroporto começaram a tirar fotografias. O momento terá sido gravado por testemunhas, mas, até ao momento, não são conhecidos quaisquer registos da alegada interação.

Diogo Faro fala em situação "inadmissível". Nuno Luz ainda não viu o vídeo

Contactado pela MAGG, Diogo Faro diz que, nesta fase, "não está a pensar fazer queixa [de Nuno Luz]". "Não vou ganhar nada com isso. À partida, não vou fazer queixa, mas depende da forma como ele reagir, se reagir. Não posso garantir [não fazer queixa]", mas reforça que, nesta altura, isso não está nos planos.

Apesar disso, Diogo Faro considera "inadmissível" toda a situação. "É inadmissível toda a situação, por vários motivos. Por ser ele, que é um jornalista credenciado e por ter incitado outras pessoas à violência. Mais uma vez, sinto um escalar de violência contra mim, o que já começa a tornar-se bastante chato e preocupante", refere.

"Já fiz piadas com ele, tweets normais como muita gente já fez e como muita gente faz sobre mim. É assim que funciona a internet. Mas não fiz nada que pudesse justificar uma reação destas"

À data do contacto da MAGG com Diogo Faro, às 23 horas desta quinta-feira, 17, o humorista garante que, após a publicação do vídeo, não teve qualquer reação da parte de Nuno Luz. "É-me indiferente. O que é que ele pode dizer ou fazer? Há dezenas de testemunhas. Só não quis reagir logo e tornar a situação pública porque queria estar descansado, a curtir Budapeste e o jogo [Hungria-Portugal], mas não podia deixar que isto passasse impune."

A MAGG questionou ainda o humorista sobre se se recordaria de alguma situação específica que pudesse ter servido de catalisador para a alegada abordagem de Nuno Luz, mas Diogo Faro explicou que não. "Já fiz piadas com ele, tweets normais como muita gente já fez e como muita gente faz sobre mim. É assim que funciona a internet. Mas não fiz nada que pudesse justificar uma reação destas", conclui.

Ainda na noite de quinta-feira, a MAGG entrou em contacto com o jornalista Nuno Luz que, na altura, disse ainda não ter visto o vídeo em questão. Após insistência no contacto, feito na manhã desta sexta-feira, 18, Nuno Luz explicou que continuava sem ter visto o vídeo e que, portanto, não se poderia pronunciar sem saber exatamente o que foi dito sobre si.

Após um contacto da MAGG, fonte oficial da SIC diz que a estação "não tem nada a comentar sobre este assunto, exceto que conhece e confia no trabalho de Nuno Luz desde 1992, que é público e escrutinado pelos espectadores".

Artigo atualizado às 14h57 de sexta-feira, 18 de junho, com a posição oficial da SIC.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.