O Governo decretou na quinta-feira, 12 de março, várias medidas preventivas para evitar a propagação do COVID-19, que, à data, já contaminou 112 pessoas em Portugal. A lotação dos centros comerciais e restaurantes é agora limitada, as escolas estão encerrada, museus estão a fechar portas, eventos não param de ser cancelados. E as medidas preventivas para os ginásios, espaços por onde centenas de pessoas passam diariamente e contactam de perto umas com as outras?

Apesar de a Direcção Geral da Saúde não ter dado medidas específicas para os ginásios, a Associação de Empresas de Ginásios e Academias de Portugal é da opinião de que o Governo deve decretar o encerramento de todos os espaços de fitness portugueses, avança o jornal "Expresso".

Os ginásios 1Fight e Circle foram dois dos primeiros que, por iniciativa própria, encerraram. "Após análise da atual conjuntura decorrente da pandemia COVID-19, decretada pela OMS [Organização Mundial de Saúde] e veiculada pela DGS [Direcção-Geral da Saúde] e no sentido de contribuir para a prevenção e contenção desta Pandemia o 1Fight decidiu encerrar todas as suas atividades a partir de amanhã dia 14 de março", diz o comunicado do 1Fight enviado aos sócios, ao qual à MAGG teve acesso.

"Devido a toda a situação relativa ao Coronavírus, e sendo o Circle uma comunidade profundamente ligada À saúde e bem-estar, tomámos a decisão de fechar temporariamente o nosso clube: a partir de amanhã, 14 de março", pode ler-se na publicação de Facebook do ginásio Circle.

A cadeia Jazzy, que tem várias escolas de dança e ginásios, também encerrou temporariamente, conforme anunciou esta sexta-feira, 13 de março, num comunicado veiculado pelas redes sociais das academias.

No momento em que tentámos contactar o Clube VII, os responsáveis encontravam-se em reunião, mas algumas horas depois, já na madrugada deste sábado, 14 de março, anunciaram, via Facebook, o fecho temporário de todas as instalações do ginásio.

Também o Fitness Hut, que detém 44 ginásios em vários pontos do País, anunciou ao final do dia de sexta-feira, 13, o encerramento de todos os espaços, como medida preventiva de proteção da população.

A cadeia Solinca anunciou igualmente esta sexta-feira, 13 de março, ao fim da tarde, que iria encerrar todos os espaços.

Há outros ginásios que continuam abertos e a ponderar sobre que passo tomar.

É o caso da cadeia Holmes Place que, apurou a MAGG, esteve na tarde desta sexta-feira, 13 de março, em reuniões para conseguir perceber que medidas devem adotar, além daquelas que foram implementadas e que seguem as recomendações da DGS — desde o gel desinfetante disponível por todo o espaço, a regras de distanciamento social ou desinfecção constante dos clubes, máquinas e equipamentos. Não receberam recomendações do Governo e aguardam diretrizes específicas para perceber que rumo é que devem seguir. 

Do Holmes Place, informaram-nos que "está definido um Plano de Contingência, elaborado em coordenação com a empresa responsável pela Higiene e Segurança, sob supervisão da nossa Chief Medical Officer, por forma a serem tomados todos os procedimentos necessários em termos operacionais."

Entre as medidas encontram-se a disponibilização de gel desinfetante, "o reforço da periodicidade da limpeza nos espaços que incluem superfícies de maior contacto (acessos, receção, casas de banho, bar, gabinetes e ginásio) e dos equipamentos de ginásio/estúdios, com uma solução de hipoclorito de sódio para desinfeção."

A Lemon Fit mantém de portas abertas até ordem contrária. "Nós estamos abertos, vamos continuar abertos, até que o governo decrete alguma medida específica", diz à MAGG Micaela Anastácia, gerente do ginásio Lemon Fit, na rua Dona Estefânia.

Como evitar o contágio pelo COVID-19?

  • Lavagem das mãos frequente;
  • Tapar a boca e o nariz ao tossir e espirrar com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel;
  • Evitar o contacto das mãos com os olhos, nariz e boca;
  • Antes do surgimento de qualquer sintoma, evitar contacto próximo com outras pessoas.

Estamos a cumprir com todas as recomendações da DGS: desinfetantes; distanciamento social, bloqueando equipamentos para que os sócios se consigam manter a um metro de distância; todos os equipamentos são limpos após a utilização."

Isabel Silva, apresentadora da TVI e uma das sócias do estúdio de eletroestimulação E-Fit Isabel Silva, explicou à MAGG que o espaço estava a funcionar, mas com restrições. Algumas horas depois, no entanto, acabou por publicar um vídeo nas suas redes sociais dando conta do encerramento do estúdio, já com efeitos a partir deste sábado, 14 de março.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.