Um rapaz de 13 anos foi dado como desaparecido este domingo, 23 de agosto, no rio Tejo, na Ponta dos Corvos, Seixal, após ter mergulhado de um pontão e não voltar a ser visto. As buscas decorreram no local após o alerta dado por populares às autoridades às 16h47, e prolongaram-se até ao início da noite. Esta esta segunda-feira, 24, já foram retomadas.

No local já se encontram vários elementos para começar a operação, entre os quais estão bombeiros, PSP, três corporações com equipas de mergulho e ainda uma equipa Forense. Por volta das 8h, uma equipa de bombeiros do Seixal terá ainda chegado ao local numa das embarcações, conforme apurado pela SIC.

O capitão do Porto de Lisboa revelou que nas buscas desta segunda-feira as autoridades não vão recorrer a um meio aéreo, ao contrário do que aconteceu nas buscas deste domingo, 23. Contudo, as buscas podem ser mais complexas caso o rapaz tenha sido arrastado para o estuário com o vazar da maré.

Jovem de 16 anos é violada por 30 homens em Israel. Caso provoca revolta e protestos
Jovem de 16 anos é violada por 30 homens em Israel. Caso provoca revolta e protestos
Ver artigo

As autoridades na tarde deste domingo, 23, recorreram a uma embarcação, uma mota de água da capitania do Porto de Lisboa, uma equipa do Grupo de Mergulho Forense e Operações Policiais Subaquáticas, uma equipa dos Bombeiros da Amora e um barco dos Bombeiros Voluntários do Seixal, e ainda ao apoio de um helicóptero EH101 da Força Aérea e com os meios da Polícia Marítima, bombeiros e PSP por terra.

Segundo foi apurado, o jovem estaria acompanhado pelo menos pelo pai junto ao rio Tejo, local onde o rapaz foi dado como desaparecido, conforma revela a SIC.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.