Não é só impressão sua. Aquelas horas infinitas que passa ao volante são mesmo demais. Em 2019, Lisboa foi, pela quarta vez consecutiva, a cidade com mais trânsito da Península Ibérica, acima de grandes cidades espanholas como Madrid ou Barcelona, as duas cidades mais congestionadas de Espanha.

São dados revelados no TomTom Traffic Index, o relatório anual desta empresa, que analisa as condições de trânsito em 416 cidades de 57 países. No relatório agora divulgado, a capital portuguesa ocupa a 81ª posição a nível mundial, numa lista que é liderada pela cidade de Bengaluru, na Índia. Do lado oposto da tabela está Greensboro-High Point, localizada no estado norte-americano da Carolina do Norte.

Mas Lisboa não está sozinha nesta má posição. O Porto viu subir o seu lugar neste ranking no qual ninguém quer estar em primeiro lugar. O Porto subiu 13 lugares na tabela, para a posição 108.

A análise é apresentada ao pormenor no site da empresa. Lá é possível ve até qual foi o dia com menos trânsito do ano passado — 3 de março — e o dia mais caótico: 19 de dezembro.

O site indica ainda a hora a evitar: das 18 às 19 horas, acrescentando que conduzir depois das sete da tarde pode poupar até cinco horas por ano.

Rua de Lisboa fecha para crianças brincarem
Rua de Lisboa fecha para crianças brincarem
Ver artigo

Numa comparação a puxar ao humor — ainda que o assunto não tenha grande piada — percebe-se que o tempo que o lisboeta passa no trânsito era suficiente para ouvir a música "Imagine", de John Lennon, 3130 vezes. Também dava para ter feito 4711 panquecas e 7838 bolachas. Podia ainda ter plantado 163 árvores e ter visto 93 jogos de futebol.

Para os cálculos, a empresa explica que são analisados os tempos de viagem em condições sem trânsito em várias partes das cidades. "Depois, são analisados os tempos de viagem no ano inteiro (24 horas por dia, 7 dias por semana) em cada cidade – e a informação é comparada com os períodos sem trânsito, de forma a estimar o tempo de viagem adicional. Ou seja, um nível de congestionamento de 36% significa que o tempo adicional de viagem é 36% superior à média do tempo de viagem sem trânsito”.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.