A partir desta terça-feira passa a ser obrigatória a colocação de microchip em todos os animais de companhia, sejam estes cães, gatos, ou furões, independentemente da idade do animal. A não colocação leva a uma multa entre os 50 e os 44 890 euros para os donos.

A medida tem como objetivo ajudar a combater o abandono dos animais e é apoiada pela Ordem dos Médicos Veterinários e pela Associação Nacional dos Médicos Veterinários dos Municípios. 

O médico veterinário é o melhor amigo (da saúde) do cão
O médico veterinário é o melhor amigo (da saúde) do cão
Ver artigo

Para colocar o microchip basta levar o animal a um dos Centros de Atendimento Médico-Veterinários ou de um veterinário municipal. Depois do procedimento o dono recebe o Documento de Identificação do Animal de Companhia (DIAC) e toda a informação relativa ao animal fica disponível no Sistema de Informação de Animais de Companhia.

A colocação do microchip custa em média 30€. No caso dos cães é ainda necessário pagar uma licença anual na junta de freguesia ou Câmara Municipal da área de residência.  

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.