Paulo Rangel falou publicamente este sábado, 4 de setembro, sobre a sua homossexualidade no programa de entrevistas da SIC, "Alta Definição". Numa longa conversa com Daniel Oliveira, onde falaram sobre vários momentos marcantes da vida do político, Paulo Rangel reforçou que a orientação sexual, em termos políticos, "não é um problema" porque é uma coisa que nunca escondeu .

O eurodeputado que pretende disputar a liderança do PSD assumiu que o processo de aceitação não é fácil e o ambiente católico em que cresceu também influenciou, mas frisou: "Deus gosta de nós como nós somos e Jesus nunca faria uma discriminação. Deus não está assim tão interessado com aquilo que se passa no quarto de cada um".

Divulgado vídeo de Paulo Rangel embriagado. Eurodeputado fala de violação da vida privada
Divulgado vídeo de Paulo Rangel embriagado. Eurodeputado fala de violação da vida privada
Ver artigo

Apesar de nunca ter escondido a orientação sexual, assume que, antes de 2019, não teria falado publicamente sobre o assunto "para proteger a mãe", mas considera que sempre foi livre para o fazer. "Vivi sempre discretamente porque é a vida privada. Não é nenhum segredo, mas também não é uma coisa para se publicar nos jornais nem pôr nas televisões", disse. "Temos de proteger um pouco as nossas famílias, os nossos amigos, porque essas pessoas não têm de ser objeto de escrutínio, não escolheram isso", acrescentou.

Quanto àquilo a que chama "tentativa de campanha negra sobre a orientação sexual de Paulo Rangel", o eurodeputado desvaloriza por considerar que não é nenhum problema e que nunca o escondeu.

Sobre o vídeo que recentemente começou a circular nas redes sociais mostrando Paulo Rangel embriagado, o eurodeputado confessa que não tem dúvidas de que a divulgação das imagens (que já tinham "cinco ou seis anos) foi "intencional", com o objetivo de "enfraquecimento político". Apesar de assumir que as imagens não são boas, frisou que "foi um incidente" com o qual teve de lidar.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.