A pintora Paula Rego morreu na manhã desta quarta-feira, 8 de junho, em Londres, no Reino Unido. A artista tinha 87 anos e "morreu calmamente em casa, junto dos filhos", segundo o galerista Rui Brito à agência Lusa, avança a CNN Portugal.

Paula Rego partiu muito nova para Londres, onde acabou por formar-se em artes na Slade School of Fine Art, até 1956. Um ano depois voltou a Portugal e ficou a morar na Ericeira e por cá desenvolveu algumas das obras mais marcantes da carreira. Na década de 80 voltou para Londres, onde acabou por ficar, criar mais obras e lecionar na escola onde se formou.

Morreu Ray Liotta, o ator de "Tudo Bons Rapazes". Tinha 67 anos
Morreu Ray Liotta, o ator de "Tudo Bons Rapazes". Tinha 67 anos
Ver artigo

Cães de Barcelona, Gorgon, Retrato de Grimau ou Manifesto são algumas das obras mais conhecidas, assim como o painel Muro dos Proles, e que fazem parte do espólio que levou a duas condecorações.  

Em 1995 foi condecorada como Grande-Oficial da Ordem de Sant'Iago da Espada pelo presidente da república Mário Soares e em 2010 foi nomeada Dame Commander of the Order of the British Empire pela sua contribuição para as Artes pela rainha Isabel II. Mais tarde, em 2019, recebeu ainda a Medalha de Mérito Cultural do Governo de Portugal.

Parte da obra da artista encontra-se atualmente na Casa das Histórias, em Cascais, inaugurada em 2009 para acolher e promover a divulgação e estudo da obra aclamada pintora portuguesa.

Paula Rego casou-se com o pintor Victor Willing, com quem teve três filhos, Caroline, Nick e Victoria.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.