Uma fotografia de uma rapariga partilhada nas redes sociais lançou o alerta. A jovem usava um polo semelhante à antiga farda da Polícia de Segurança Pública (PSP) numa carruagem do metro de Lisboa e a imagem foi transmitida à PSP, que emitiu de imediato um comunicado esta quarta-feira, 19 de maio.

Inspetores do SEF condenados a sete e nove anos de prisão pela morte de Ihor Homeniuk
Inspetores do SEF condenados a sete e nove anos de prisão pela morte de Ihor Homeniuk
Ver artigo

"Foram, de imediato, iniciadas diligências de identificação da cidadã, no sentido de confirmar se o polo pertence ou não ao nosso efetivo policial e averiguar onde obteve o fardamento e/ou se eventualmente se possa tratar de contrafação", esclareceram as autoridades através do Instagram.

PSP
Comunicado PSP nas histórias do Instagram créditos: instagram

A PSP procura agora a jovem para averiguar se a peça de roupa faz mesmo parte da farda oficial da polícia e, caso se verifique, o ato pode ser considerado crime, segundo a PSP. "Alertamos que o uso de peças de fardamento policial, mesmo que antigo (como este), não é permitido, podendo constituir crime", continua a PSP em comunicado.

Uma vez identificada a jovem e "dependendo do que for apurado", pode estar sujeita a um "processo criminal ou contraordenacional", segundo fonte da direção nacional da PSP ao "Jornal de Notícias".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.