Este sábado, 14 de novembro, o príncipe Carlos celebrou o seu 72.º aniversário, o que é motivo mais do que suficiente para recordarmos que o nascimento do monarca rompeu com o protocolo real do Reino Unido — e também porque este domingo estreia a quarta temporada de "The Crown", bem a calhar com este confinamento de fim de semana.

Até 1948, ano do nascimento do príncipe Carlos, todos os nascimentos reais foram testemunhados por um representante político. A quebra de protocolo aconteceu depois do rei Jorge VI, pai de Isabel II e governante da época, ter decidido que a monarquia precisava de modernidade.

De Isabel II a Letizia de Espanha. Veja 16 fotos de caras da realeza em criança
De Isabel II a Letizia de Espanha. Veja 16 fotos de caras da realeza em criança
Ver artigo

Apesar de ter cumprido a tradição com o nascimento das filhas — o nascimento da princesa Margarida foi acompanhado por uma secretária, que acabou por permanecer durante duas semanas na Escócia, dado que o parto da bebé aconteceu duas semanas depois da data prevista — , o rei foi o impulsionador desta mudança.

O nascimento do filho mais velho da agora rainha Isabel II (embora ainda não governasse na época) e do príncipe Filipe foi comunicado à população britânica através da BBC, enquanto uma multidão se juntava nos portões do palácio de Buckingham, em Londres, na esperança de ver o boletim oficial do nascimento em exposição, uma tradição que se mantém até aos dias de hoje.

Alegadamente, o pai de Carlos estava a jogar squash com a sua secretária privada quando lhe foi comunicado que o filho estava a nascer, e correu para um dos quartos de hóspedes do palácio, transformado em sala de partos, para assistir ao nascimento do bebé, escreve a "People", que salienta que o monarca ainda estava com as roupas da atividade desportiva.

O príncipe Carlos tornou-se no mais velho herdeiro do trono de sempre, dado que a sua mãe, a rainha Isabel II, foi coroada em 1952, quando este tinha apenas quatro anos, sendo o primeiro herdeiro a testemunhar uma coroação real.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.