Britney Spears já ponderou conceder a primeira entrevista em que os tópicos fundamentais serão o seu passado, a vida conturbada e as complicações legais que tem enfrentado desde que o pai se tornou no seu tutor legal. Se a cantora decidir avançar com as revelações, a pessoa que "muito provavelmente" escolheria para a ouvir seria Oprah Winfrey.

"A Britney já considerou falar publicamente sobre o seu passado, muito por não acreditar que devam ser os outros a contar a sua história", revelou esta quinta-feira, 18 de março, uma fonte próxima da artista ao "Entertainment Tonight".

#FreeBritney. O movimento que quer libertar Britney Spears do alegado esquema de manipulação do pai
#FreeBritney. O movimento que quer libertar Britney Spears do alegado esquema de manipulação do pai
Ver artigo

"Ainda que ela tenha sempre odiado dar entrevistas, se alguma vez tomar esse passo, a Oprah seria, muito provavelmente, a sua primeira escolha", continua. Apesar disso, a mesma fonte garante que, neste momento, "não está nos planos" da artista dar uma entrevista, mas reforça que, "quando o fizer, haverá alguns procedimentos que ela terá de tomar antes de falar publicamente".

A mesma pessoa, que escolheu não se identificar, garante que Britney Spears tem sentido o apoio de todos desde a estreia do documentário produzido pelo "The New York Times", intitulado "Framing Britney Spears".

"O lançamento do documentário inspirou uma onda de amor enorme. Embora [Britney] ainda não tenha sido capaz de ultrapassar os dilemas legais, recebeu milhões de mensagens de fãs e sente-se muito mais compreendida."

As questões legais dizem respeito ao facto de James Spears, pai de Britney, deter um controlo parcial da carreira e do património da cantora depois de esta ter sido declarada incapaz de cuidar de si — num estatuto que apenas é aplicado a indivíduos que denotem um estado avançado de deterioração mental ou que sejam diagnosticados com demência.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.