A poucos dias de se juntar a Teresa Guilherme no "Big Brother - Duplo Impacto", Cláudio Ramos faz revelações sobre o afastamento do "Big Brother", em agosto passado. Quando Cristina Ferreira regressou à TVI e assumiu o cargo de diretor a de Entretenimento e Ficção, Cláudio afirma que já sabia que ia ser afastado do reality show. No entanto, confessa que não chorou nem discutiu com a também apresentadora por ter tomado esta decisão.

"(...) Foi-me comunicado uns dias antes da última gala. Não chorei, como se disse, nem houve discussão, como se pensa", revelou o apresentador na crónica que assina na revista "TV Mais", referindo-se ao momento em que soube que ia deixar de conduzir as galas do "Big Brother".

“Assim que soube que a Cristina seria diretora de programas sabia que a nova temporada do 'BB' não seria feita por mim. Ninguém me precisou dizer: eu sabia! Conheço bem a Cristina, sei que viria com uma estratégia e ela passava pela mudança de apresentador do programa“, explicou.

Cláudio Ramos esclareceu que nunca achou que fosse uma situação em que foi afastado, mas sim uma mudança de apresentador. "O programa não era meu mas da TVI. Não tenho o ego inflamado ao ponto de achar que não se faz sem mim ou que faço melhor que alguém", frisou.

"BB2020" liderou as audiências na maioria das galas e Cláudio acrescenta: “Fiz o meu formato com o êxito que se sabe e fiquei muito satisfeito com isso, não sou burro nem hipócrita e sei que faria a temporada seguinte se não tivessem acontecido estas alterações de direção", escreveu na sua crónica.

Teresa Guilherme substituiu Cláudio Ramos

Ainda na crónica, Cláudio conta que a diretora de Entretenimento e Ficção não adiantou quem o iria substituir na condução do "Big Brother - A Revolução". "Sei muito do que pensa a Cristina sobre cada pessoa que trabalha neste meio (...). Quando me diz que 'a TVI tem memória' percebi logo“.

Cláudio Ramos garante que não ficou chocado quando soube que Teresa Guilherme iria regressar ao "Big Brother". "Se ficasse chocado com o facto de a Teresa apresentar 'BB – A Revolução', como não ficaria ela quando soube que eu ia fazer o 'BB2020'? A Teresa faz isto há 20 anos e eu fiz uma edição. (...) A partir do momento em que não sou eu, a única coisa que desejo é que o apresentador que agarra o formato entretenha o espectador”, conclui Cláudio Ramos.

Recorde-se que o "Big Brother - Duplo Impacto" tem estreia marcada já para 3 de janeiro e vai ser conduzido pelos dois apresentadores. Cláudio Ramos e Teresa Guilherme vão conduzir uma nova edição que vai juntar ex-concorrentes do "BB2020" e "BB - A Revolução", mas também podem entrar famosos na casa.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.