Cristina Ferreira prometeu e cumpriu. Um ano depois do lançamento do livro "Pra Cima de Puta", a diretora de Entretenimento e Ficção da TVI anuncia a que associação vai doar o valor dos direitos de autor.

"É com muito orgulho que lanço hoje o projecto de combate às agressões nas redes sociais. Todos os royalties do livro PRA CIMA DE P*TA vão ser utilizados pela No Bully Portugal, certos de que juntos faremos a diferença. Porque alguma coisa há-de mudar", escreveu Cristina Ferreira.

O valor em causa, 3o mil euros, vai ser utilizado na criação do Movimento Contra o Cyber-bullying. De acordo com o que foi revelado nas redes sociais, a iniciativa vai ter três projetos ao longo dos próximos 12 meses: um "programa de Embaixadores #BEKIND para jovens estudantes dos 15 aos 25 combaterem o cyberbullying";  "apoio a jovens que sejam alvo de cyberbullying"; "formações anti-cyberbullying para jovens e adultos".

Em novembro de 2020, e ainda no rescaldo do seu regresso à TVI, Cristina Ferreira lançava o livro "Pra Cima de Puta", no qual eram expostos (e comentados pela apresentadora) dezenas de insultos e comentários pejorativos de que foi alvo. "Este livro é, acima de tudo, para que a sociedade possa refletir sobre isto. Para que cada um de nós, de cada vez que fizer um comentário nas redes sociais, saber que está a ferir o outro", disse na altura, em entrevista no "Jornal das 8".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.