Ellen Degeneres é uma daquelas pessoas de quem a maioria das pessoas gosta. Apresenta um programa há vários anos nos Estados Unidos, que em Portugal é transmitido pela “SIC Mulher”, é uma das maiores celebridades norte-americanas e uma voz ativa na defesa dos direitos da comunidade LGBTQ.

Ellen DeGeneres fala sobre o abuso sexual de que foi vítima por parte do padrasto
Ellen DeGeneres fala sobre o abuso sexual de que foi vítima por parte do padrasto
Ver artigo

Mas há quem esteja a tentar provar que a apresentadora norte-americana, de 62 anos, não é tão simpática e tão prestável quanto parece. Kevin T. Porter, comediante, pediu no Twitter exemplos de como Degeneres não é a pessoa que todos acham, e que veem na televisão. Para incentivar as partilhas, Porter explicou que iria fazer uma doação por cada história contada acerca do mau comportamento da apresentadora.

“Agora tudo o que precisamos é de um pouco bondade. Sabem, como a Ellen Generes costuma dizer. Ela também é notoriamente uma das piores pessoas que existem. Respondam a isto com histórias que tenham ouvido em que a Ellen tenha sido má e eu vou doar dois dólares ao Banco de Comida de Los Angeles por cada história”, escreveu Kevin T. Porter.

As respostas não se fizeram esperar. Segundo o “Insider”, o comediante recebeu quase duas mil respostas – sendo que muitas eram mais reações, e apenas 300 histórias, de facto. Assim, Porter doou 600 dólares à mesma instituição em nome das 300 pessoas que lhe responderam com histórias plausíveis.

Danielle Acevedo foi uma das pessoas que deixaram a sua história no Twitter. “Quando eu tinha 15 anos, o programa “The Ellen Show” fez um concurso em que os fãs tinham de fazer um busto dela e mandar-lhe. Trabalhei muito nisto e até lhe escrevi uma carta. Semanas depois ela usou-o como um adereço num jogo e deu-o a uma pessoa aleatória com 500€ pregado no fundo”, explicou.

Também existem relatos de que a apresentadora é uma pessoa difícil a trabalhar. “Ela tem um ‘nariz sensível’ por isso toda a gente tem de mascar uma pastilha de uma taça que está do lado de fora do escritório dela antes de ir falar com ela. Se ela achar que cheiras mal nesse dia tens de ir à casa tomar um banho”, escreveu Benjamin Siemon

“A um novo membro do staff foi-lhe dito ‘todos os dias ela escolhe alguém para odiar. A culpa não é tua, aguenta esse dia e no dia seguinte ela vai ser má com outra pessoa qualquer’. Eles não acreditaram, mas acabou por ser verdade”, continuou o mesmo utilizador.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.