Rogério Samora continua em coma induzido, mas respira sem ventilação. Internado na unidade de cuidados intensivos do Hospital Amadora-Sintra desde o dia 20 de julho, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória, “continua estável e com prognóstico reservado”, explica o primo, Carlos Samora, numa publicação no Facebook.

Carlos Samora mantém a esperança na recuperação do primo. “O Rogério precisa da força de todos nós, só assim consegue acordar e voltar a estar connosco. Continuamos a acreditar, um dia de cada vez”, desabafou nas redes sociais, onde tem partilhado atualizações sobre o estado de saúde do ator.

Rogério Samora continua internado e a sua situação é "muito grave"
Rogério Samora continua internado e a sua situação é "muito grave"
Ver artigo

O primo é a única visita autorizada no hospital. O pai está internado num lar desde a morte da mãe de Rogério Samora e só vai ser informado da situação clínica do filho no caso de este morrer. “É prematuro falar numa transferência. Mas a verdade é que não sabemos a gravidade das lesões neurológicas e os cuidados que ele vai precisar”, revelou Carlos Samora em declarações ao "Correio da Manhã".

Perante o estado crítico do ator, o hospital considera três cenários possíveis. "Morte cerebral — que ainda não foi declarada porque Rogério não está dentro dos parâmetros que a consideram —, coma vegetativo ou alguma recuperação, que dificilmente será total”, como explica uma fonte oficial à "Nova Gente".

Rogério Samora, de 62 anos, sofreu uma paragem cardiorrespiratória a 20 de julho, durante as gravações da novela da SIC  “Amor Amor”, onde interpreta a personagem Cajó.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.