Rogério Samora está internado há mais de uma semana na unidade dos cuidados intensivos cardíacos do Hospital Amadora Sintra e a "situação é muito grave", confirmou esta quarta-feira, 28 de julho, fonte hospitalar ao jornal "Observador".

À semelhança do que foi dado a saber pelo hospital na altura em que o ator foi internado, o seu prognóstico mantém-se "reservado" e não são conhecidas mais informações oficiais. Sabe-se apenas que o ator está em coma e a ser acompanhado por uma equipa multidisciplinar, segundo escreve o mesmo jornal.

A MAGG contactou a SIC com o intuito de perceber se seria feita uma atualização sobre o estado do ator, mas para já não são conhecidas mais informações.

Rogério Samora sofre paragem cardiorrespiratória nas gravações da novela "Amor Amor"
Rogério Samora sofre paragem cardiorrespiratória nas gravações da novela "Amor Amor"
Ver artigo

Rogério Samora foi transportado para o Hospital Amadora Sintra depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, a 20 de julho, durante as gravações da novela "Amor Amor", da SIC. Sabe-se que foram vividos "momentos complicados", com Rogério Samora a ser sujeito a manobras de reanimação pelo INEM nos estúdios da SIC onde estava a ser gravada a novela, segundo escreve o "Diário de Notícias". As manobras foram essenciais para reverter a paragem cardíaca.

No comunicado oficial enviado às redações pela SIC e pela SP Televisão após o ocorrido, ambas as empresas fizeram saber estar "a acompanhar a situação".

Com uma carreira marcada por várias participações em televisão e cinema (em filmes como "O Delfim", de Fernando Lopes; "O Crime do Padre Amaro", de Carlos Coelhos da Silva" ou "O Mistério da Estrada de Sintra", de Jorge Paixão da Costa"), o ator de 62 anos premiado com vários prémios nacionais, incluindo Globos de Ouro, interpreta, atualmente, a personagem Cajó na novela "Amor Amor", da SIC.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.