Pode parecer um tópico menos importante no meio desta pandemia, mas a verdade é que pode ser essencial para muitos. Falamos aqui da beleza. Os cabeleireiros estão fechados, assim como as esteticistas e os salões de beleza, o que se traduz em cabelos não pintados, pelos indesejados e unhas que têm de ser arranjadas em casa.

E esta é uma situação transversal a todos os países afetados pelo COVID-19, e os Estados Unidos não são exceção. E é precisamente neste país que cresce a preocupação com a imagem da primeira-dama, Melania Trump. A revista “Vanity Fair” dedicou um artigo à imagem da mulher de Trump e à preocupação se esta terá, ou não, prescindido dos serviços de beleza para se apresentar ao público.

Esta preocupação vem no seguimento de um vídeo publicado nas redes sociais esta segunda-feira, 13 de março, que mostra Melania com o seu cabelo habitual, com maquilhagem e com as unhas arranjadas. Mas será mesmo que a primeira-dama está a usufruir destes serviços quando o mayor da cidade proibiu que estes estivessem abertos ao público?

A mesma revista acredita que não. Antes de ter sido publicado este vídeo, já tinha sido partilhados outros três: um a 19 de março, e outros dias a 8 e 9 de abril. Em dois destes segmentos, lançados a 8 e 13 de abril, Melania aparece com o meu coordenado, maquilhagem e cabelo. Já no vídeo lançado a 9 de abril, a camisa é diferente mas o cabelo e maquilhagem parecem iguais. Conclusão? É possível que a Casa Branca tenha gravado vários vídeos antes da ordem do fecho destes negócios e que só agora os tenha partilhado.

Melania Trump veste casaco polémico em visita a crianças imigrantes
Melania Trump veste casaco polémico em visita a crianças imigrantes
Ver artigo

A única coisa que parece não coincidir com esta conclusão são as unhas da primeira-dama norte americana. Num dos vídeos as unhas não estão arranjadas, sendo que no seguinte estão impecáveis. Será então possível que tenha usado estes serviços quando estão proibidos? A mesma publicação fala em duas hipóteses: a primeira é ter uma camada de gel, que pode durar várias semanas, o que pressupõe tê-las arranjado antes deste cenário ou então ter arranjado as próprias unhas em casa – tal como a mais comum das mortais.

Esta última hipótese é a potencialmente vencedora se nos lembrarmos do que o seu cabeleireiro pessoal disse em 2018. Mordechai Alvow explicou que o facto de Melania Trump aparecer sempre irrepreensível em público sugere uma força constante para o público. “Quando alguém vai estar aos olhos do público e que está constantemente nas notícias, há que ter uma presença que as pessoas entendam e que se sentiam confortáveis em associar. Ela não é nenhuma artista. Ela funciona quase como se fosse a mãe do público, e nós queremos sempre que a nossa mãe tenha uma presença firme”, disse.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.