Inês Herédia publicou um vídeo nas redes sociais em que partilha uma espécie de “manual de utilizador” dedicado às “pessoas que não têm filhos e que estão incomodadas com os filhos dos outros na praia”. A atriz tem dois filhos gémeos, Luís e Tomás, de 4 anos, fruto do casamento com Gabriela Sobral.

Na legenda da publicação, a atriz conta que “estava uma criança no toldo do lado a fazer uma birra”, com os pais “muito calmamente a tentarem resolver a situação”, e que a “praia inteira” estava parada a olhar “como se estivesse no cinema”. Inês Herédia mostrou ainda “solidariedade com aqueles pais”.

Mãe não deixa filha sozinha com homens. “Não me importa se é o avô, o tio ou o primo". Veja o vídeo
Mãe não deixa filha sozinha com homens. “Não me importa se é o avô, o tio ou o primo". Veja o vídeo
Ver artigo

Primeiramente, a atriz começa por explicar que as crianças fazem birras porque “estão chateadas com qualquer coisa”. Contudo, esclarece que os adultos também as fazem e pelo mesmo motivo. Assim, começou por explicar as diferenças entre ambas.

“A primeira diferença entre uma espécie e a outra é que a espécie criança ainda não tem noção do outro, a espécie adulto já começa a ter. Ora, os pais da criança que está a fazer uma birra sabem que a criança está a fazer uma birra, mas a birra da espécie criança, tal como na espécie adulto, não acaba em 2 segundos. É preciso perceber o que está a chatear a criança porque, tal como o adulto, muitas vezes o refilanço ou a exigência não é o problema, mas sim um sintoma”, começou por dizer.

Inês Herédia passou então a explicar que a segunda diferença entre as birras de uma criança e de um adulto é que “a criança precisa de ajuda a perceber o que se passa”, se tem fome, sono, sede, calor, falta de atenção, se não tem com o que se entreter. “O adulto, à partida, já consegue fazer este exercício interior sozinho. Nem sempre, mas estamos mais perto. Para os pais ajudarem a criança a acalmar precisam de tempo para fazer este processo com a criança”, acrescentou.

Como tal, Inês Herédia responde à pergunta: “como ajudar os pais, já que todos queremos que a birra pare?”. Segundo a atriz, não se deve “comportar como público”, já que os pais “já estão sob pressão e não precisam de se sentir no palco” e “quanto mais público a criança percebe que tem mais show dá”, não se deve “oferecer cenas para calar a criança”, “não mandar bitaites”, “não dar conselhos aos pais”, “não tentar educar a criança”.

“No fundo, é não fazer absolutamente nada e mandar boas energias para aqueles pais que também eles queriam ter um dia sossegado na praia, porque a praia, meus caros, também é de todos”, concluiu.

Veja o vídeo.

Nos comentários, várias figuras públicas aplaudiram Inês Herédia. “Serviço público, obrigada”, escreveu Inês Folque. “Dasse... tu és brilhante. Ponto final”, disse Daniela Ruah. “Genial, mana! És amazing”, comentou Leonor Seixas.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.