O incidente aconteceu na cerimónia dos Óscares, a 28 de março, mas só esta quarta-feira, 1 de junho, Jada Pinkett Smith comentou publicamente a agressão de Will Smith a Chris Rock. Fê-lo no último episódio de "Red Table Talk", o programa que conduz no Facebook Watch.

Will Smith proibido de ir aos Óscares até 2032 como consequência da agressão a Chris Rock
Will Smith proibido de ir aos Óscares até 2032 como consequência da agressão a Chris Rock
Ver artigo

Chris Rock fez uma piada sobre o cabelo de Jada Pinkett Smith, e brincou com a possibilidade de a atriz entrar em "G.I. Jane 2" por causa da sua cabeça rapada. Isto porque a mulher de Will Smith sofre de alopecia, uma doença que, entre outras consequências, provoca queda de cabelo.

Primeiro, o ator soltou gargalhadas, mas, depois de se aperceber do desconforto da mulher, Will Smith dirigiu-se ao palco e esbofeteou o humorista. Após o incidente, Will Smith pediu desculpa a Chris Rock e à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, mas ainda assim foi proibido de comparecer na cerimónia por uma década, até 2032.

Agora, Jada Pinkett Smith pede ao marido e ao humorista para se encontrarem e fazerem as pazes. Sendo que, segundo conta, "no estado atual do mundo, precisamos de ambos". "A minha esperança mais profunda é que esses dois homens inteligentes e capazes tenham uma oportunidade para conversar sobre o que se passou e se reconciliarem", começou por dizer, segundo cita a CNN Portugal.

"No estado atual do mundo, precisamos de ambos, na verdade precisamos uns dos outros mais do que nunca", acrescentou.

Até esta quarta-feira, 1, a única reação da atriz à piada e consequente agressão havia sido uma publicação no Instagram, sem legenda, onde se lia a frase "esta é uma altura de cura e eu estou pronta para isso" sobre um fundo cor de rosa.

Agora, mais de dois meses depois do incidente, a atriz decidiu quebrar o silêncio e abordar pela primeira vez o assunto no programa "Red Table Talk".

No caso, num episódio centrado no tema da alopecia, que contou com a mãe de Rio Allred, um menino de 12 anos que se suicidou após sofrer bullying por ter alopecia, como convidada.

"Considerando o que eu passei e o que aconteceu nos Óscares, milhares de pessoas contactaram-me e partilharam as suas histórias. Estou a aproveitar este momento para dar à nossa 'família alopecia' a oportunidade de falar sobre como é ter esta condição e informar as pessoas sobre o que é realmente a alopecia", explicou a mulher de Will Smith.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.