José Condessa esteve à conversa com Manuel Luís Goucha no programa “Conta-me”, na TVI, este sábado, 17 de junho. O ator de 26 anos, que brilhou na série “Rabo de Peixe”, da Netflix, falou sobre como foi construir a sua personagem, Eduardo, e da sua carreira. Além disso, abordou uma polémica que o magoou bastante, após ter integrado uma novela brasileira, e sobre a relação de 5 anos com Bárbara Branco, também atriz.

"Rabo de Peixe" vai ter segunda temporada (sim, é mesmo oficial e verdade)
"Rabo de Peixe" vai ter segunda temporada (sim, é mesmo oficial e verdade)
Ver artigo

José Condessa começou por contar que já teve “momentos de deslumbramento” no fim de uma estreia ou quando ouve aplausos. “Não devemos ter medo de os aproveitar, com a noção que demos tudo no palco. Para mim o aplauso é o fechar de um ciclo que amanhã se vai repetir”, explicou.

O ator entrou na curta-metragem “Estranha Forma de Vida”, de Pedro Almodóvar, oportunidade que surgiu de uma “fase de castings” que o ator “nem sabia para o que era”, apenas sabia que era “uma produção espanhola, mas falada em inglês”. José Condessa confessa que se sentiu bastante nervoso quando conheceu o cineasta espanhol num casting presencial. “A minha dúvida era 'como é que o cumprimento?'. Deixei-me ir, estiquei a mão e abracei e ele abraçou também”, contou.

José Condessa também comentou a polémica em que esteve envolvido, depois de ter sido acusado de abandonar as gravações da novela da Globo “Salve-se Quem Puder”, em 2020. O ator sentiu-se injustiçado, dado que já tinha compromissos profissionais em Portugal e foi por isso que não pôde terminar as gravações, que tinham sido interrompidas por causa da pandemia COVID-19. “Eu acho que o que me magoou mais foi sentir-me, de repente, tão pequenino que não tinha voz. É uma situação que não valia a pena explicar, mas que para mim foi horrível, e eu demorei muitos anos a curar e não quer dizer que esteja curado completamente dessa dor”, confessou.

Foi uma queda muito grande, estive mesmo muito em baixo", desabafou, acrescentando que perdeu a confiança em si enquanto ator. Essa confiança foi recuperada durante um dos ensaios para a peça “Hamlet”, que protagonizou ao lado da namorada Bárbara Branco, quando viu o encenador Carlos Avilez no Teatro Municipal Mirita Casimiro, onde ensaiava.

José Condessa falou também sobre “Rabo de Peixe”, a série da Netflix que estreou no fim de maio e que já foi renovada para uma segunda temporada. “Foi extraordinário, foi um dos projetos que me mudou também como pessoa. Eu quando soube que ia fazer a personagem fui sozinho para Rabo de Peixe. Eu nunca tinha ido aos Açores”, começou por contar.

José Condessa contou como construiu a sua personagem na série, Eduardo, e quem o ajudou. “Eu comecei a conhecer tudo a partir do dia em que eu cheguei lá pela primeira vez, pousei as coisas em casa e comecei a descer a rua e encontro dois miúdos, o Ivan e o Dani, que são dois miúdos extraordinários que eu trouxe quase agora como irmãos mais novos. Ainda há pouco tempo estive lá e foi maravilhoso reencontrá-los. Fiz questão que eles estivessem agora na estreia a ver o primeiro episódio, porque eles foram maravilhosos, sem saber foram, com a sua inocência”, disse.

Ivan e Dani deram a conhecer ao ator “todos aqueles que iam ser importantes para a construção” da sua personagem, tendo aprendido a pescar e toda a logística. “Eu jantei, eu dormi em casa daquelas pessoas nas primeiras semanas que estive lá, depois na série não”, revelou. José Condessa contou também que os moradores de Rabo de Peixe “adoraram” a série. “Eles diziam que agora iam olhar com orgulho para Rabo de Peixe”, disse.

O ator, que namora com a também atriz Bárbara Branco, disse que a namorada se sentiu “muito orgulhosa” do seu trabalho. “Vimos a série juntos, que foi muito bonito. Eu quis esperar por ela e tinha essa reticência de começar a ver, porque é a sensação de que está a acabar. Quando eu acabar de ver o último episódio, que ainda não terminei, sinto que é o fechar de um ciclo e isso tem o seu peso”, afirmou.

Quanto à relação, o ator afirma que não há rivalidades, apesar de terem a mesma profissão. “Tudo o que eu alcanço tem um trabalho enorme da Bárbara. Nem que seja por estar presente. É a minha primeira confidente, óbvio, é a primeira pessoa a julgar o meu trabalho e vice-versa, e eu confio na opinião da Bárbara a 100%”, disse, referindo que cresceram “juntos”.

José Condessa afirma que o amor com Bárbara Branco é feito de confiança. “E não é confiança só de relação. É de partilha, de confiança, de partilhar a vida em todos os sentidos. E nós estamos a partilhar um momento que é importantíssimo para nós que é o crescimento, em que há muitos medos, há muitas inseguranças profissionais e pessoais, e a questão de estarmos ou não a aproveitar realmente a idade que temos”, afirmou.

A entrevista acabou com o apresentador e o convidado bastante emocionados. “Tu és das pessoas mais extraordinárias que eu conheço. É um privilégio saber que gostas de mim e eu adoro-te”, disse Manuel Luís Goucha, bastante comovido. “Eu gosto muito de ti e tu sabes”, respondeu-lhe o ator.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.