Vamos ser sinceros: ser amigo de uma duquesa deve ser uma trabalheira. Encontrar uma hora para tomar chá no meio de uma agenda preenchida com encontros com presidentes, reis, cimeiras, eventos solidários, paradas e desfiles; ter de passar por vários controlos de segurança e ainda ter de vestir uma roupinha em condições, não vá a rainha Isabel II aparecer para comer um scone e apanhar-nos de calças de ganga ou sem ter treinado a vénia.

Ainda assim, temos quase a certeza de que gostávamos de ser amigos de Kate Middleton. A duquesa de Cambridge comemora 40 anos este domingo, 9 de janeiro e, nos últimos tempos, tem-se mostrado cada vez mais descontraída, divertida e a combater a timidez natural que a caracteriza.

Prova disso foi o facto de ter tocado piano pela primeira vez em público e perante milhões de telespectadores, no concerto solidário "Together at Christmas", que foi transmitido pela ITV.

Apesar dos seus 95 anos, a rainha Isabel II continua em boa forma física, pelo que uma abdicação a favor do príncipe Carlos não se afigura num futuro próximo. Mas uma coisa é certa: Kate Middleton será, assim que William suba ao trono, rainha. O culminar de uma formação que começou há duas décadas, quando uma plebeia conheceu um príncipe na Universidade de St. Andrews, na Escócia.

Kate e William estão a preparar visita aos EUA. Missão? Recuperar a popularidade pós-Meghxit
Kate e William estão a preparar visita aos EUA. Missão? Recuperar a popularidade pós-Meghxit
Ver artigo

O namoro começou de forma discreta em 2003 e durou até 2007, altura em que, sob intenso escrutínio da imprensa tabloide, o casal decidiu fazer uma pausa na relação. A relação foi retomada um ano depois e, em 2010, aconteceu o pedido de casamento, durante uma viagem ao Quénia.

Oriunda de uma família plebeia, mas abastada (Michael e Carole Middleton são donos de uma empresa de artigos para festas), Catherine Elizabeth Middleton manteve sempre uma postura discreta durante os sete anos que mediaram o início da relação e o noivado.

A imprensa tabloide britânica chegou mesmo a apelidar Kate Middleton de "Waity Katie" (Katie à Espera, em português), algo que se desvaneceu por completo aquando do casamento dos duques de Cambridge, em abril de 2011.

Kate e William casaram-se a 29 de abril de 2011
Kate e William casaram-se a 29 de abril de 2011 créditos: Instagram

A cerimónia, transmitida em direto para todo o mundo, terá sido vista por 162 milhões de pessoas na televisão, e registou 72 milhões de visualizações no canal oficial de Youtube da casa real britânica. Um impacto não só mediático, mas também económico porque, de acordo com o "The Guardian", o enlace do filho mais velho do príncipe Carlos teve um retorno na economia britânica, sobretudo no setor do turismo, de 2,4 mil milhões de euros.

10 anos, três filhos e uma duquesa à espera de ser rainha

Depois da passagem fugaz de Meghan Markle pela família real britânica (e que terminou precisamente há dois anos, com o afastamento dos duques de Sussex de membros seniores da casa real), tornou-se claro que tinha chegado a vez de Kate Middleton assumir a dianteira da nova geração.

Durante a pandemia, os duques de Cambridge abriram as portas da sua intimidade, desdobrando-se em videoconferências e vídeos menos formais, fosse para apelar à vacinação contra a COVID-19, fosse para alertar para a importância dos cuidados de saúde mental, quer para crianças, quer para adultos.

https://www.instagram.com/p/CKtAy5QlF_4/

O desporto e a fotografia são as grandes paixões de Kate Middleton e, frequentemente, são divulgadas imagens dos filhos e da família captadas pela sua lente. A duquesa de Cambridge é membro honorário da Royal Photographic Society.

Kate e William com os filhos George, Charlotte e Louis
Kate e William com os filhos George, Charlotte e Louis créditos: Instagram

George, de 8 anos, Charlotte, de 6 e Louis, de 3, têm sido mantidos longe dos olhares públicos durante o crescimento, sendo raras as ocasiões públicas em que os príncipes surgem em público. Esta tem sido, aliás, uma estratégia cuidadosamente delineada por Kate e William. Proporcionam amiúde momentos descontraídos com os filhos, em ocasiões em que a comunicação social está presente, além de publicarem imagens das crianças nas redes sociais, evitando assim o assédio dos papparazzi nos locais onde vivem e onde as crianças estudam.

Já passaram 10 anos! William e Kate celebram uma década de casamento
Já passaram 10 anos! William e Kate celebram uma década de casamento
Ver artigo

Durante as três gravidezes, Kate Middleton sofreu de hiperémese gravídica, uma condição que causa vómitos agressivos e que é debilitante ao ponto de a mulher não conseguir fazer a sua vida normal. Após a terceira gravidez, em 2020, a duquesa de Cambridge falou pela primeira vez sobre o tema, revelando que recorreu a técnicas de "meditação e respiração" para lidar com o mal estar provocado por esta condição.

De acordo com a revista "Hello!", o 40º aniversário de Kate será celebrado com um grupo restrito de familiares e amigos em Amner Hall, Norfolk, onde o casal iniciou a vida a dois e onde vive atualmente parte do ano (passando a outra parte no palácio de Kensington, em Londres).

Percorra a galeria e veja as fotos mais divertidas de Kate Middleton

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.