Este domingo, os duques de Sussex surpreenderam o Mundo ao revelarem que vão ser pais pela segunda vez. Meghan e Harry escolheram o Dia dos Namorados para anunciarem a gravidez ao mundo, uma data que tem um significado especial e não apenas por ser o dia em que se celebra o amor.

O dia 14 de fevereiro, mas de 1984, foi o escolhido pela princesa Diana e pelo príncipe Carlos para anunciarem a segunda gravidez, de um bebé a que viriam a chamar Henry. Harry, para os amigos e para o mundo.  Na altura, o anúncio foi feito através de um comunicado emitido pelo palácio de Buckingham, no qual a rainha Isabel II e o duque de Edimburgo anunciavam estar "encantados" com as notícias, e que acrescentava que Diana, na altura com 22 anos, "não tinha preferência" pelo sexo do bebé.

Meghan Markle e príncipe Harry estão à espera do segundo filho
Meghan Markle e príncipe Harry estão à espera do segundo filho
Ver artigo

William, o primogénito do casal, tinha à época 20 meses. Mais ou menos a mesma idade de Archie, o primeiro filho de Harry e Meghan, que completa 2 anos em maio. Meghan, de 39 anos e Harry, de 36, casaram-se a 19 de maio de 2018. Em janeiro de 2020, o casal anunciou o afastamento das funções oficiais como membros da família real britânica. 

Fotografia tirada a 9000 quilómetros de distância

Harry e Meghan partilharam a boa nova com uma imagem a preto e branco, na qual estão numa pose descontraída, ela deitada, ele sentado, num jardim e com ar de felicidade e alegria. A imagem foi captada pelo fotógrafo Misan Harriman, amigo de longa data de Meghan Markle.

Mas a forma como a fotografia foi captada tem o seu quê de original: o fotógrafo não estava no mesmo local dos duques de Sussex, mas sim à distância. Harriman captou a imagem remotamente, com recurso a um iPad. De acordo com o "The Telegraph", Misan Harriman, britânico de origem nigeriana de 55 anos, estava na sua casa em Londres durante a sessão fotográfica, que aconteceu em Santa Bárbara, na Califórnia, onde o casal vive atualmente.

"Com a árvore da vida atrás deles e o jardim que representa a fertilidade, a vida e o futuro, eles não precisaram de qualquer orientação. Eles estão, e sempre estiveram, a dançar pela vida fora como verdadeiras almas gémeas", disse o fotógrafo à "Vogue" britânica.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.