Em tempos pré-pandémicos, este seria provavelmente um dos eventos do ano. Restrições impostas pela covid-19 reduziram a lista de convidados mas, ainda assim, a apresentação de "Memórias", autobiografia de Francisco Pinto Balsemão, foi uma verdadeira reunião da lista A portuguesa.

O chairman do grupo Impresa reuniu família, amigos e colaboradores esta terça-feira, 21 de setembro, na Estufa Fria, em Lisboa, para apresentação oficial de um livro que muito tem dado que falar, desde as revelações políticas às dos bastidores do "Expresso" e também da SIC, das quais é fundador.

Balsemão acusa Marcelo de traição e fala de Cristina: "A fama e o prestígio subiram-lhe à cabeça"
Balsemão acusa Marcelo de traição e fala de Cristina: "A fama e o prestígio subiram-lhe à cabeça"
Ver artigo

No discurso, perante uma plateia repleta de caras conhecidas, o empresário (e antigo primeiro-ministro) ´de 84 anos prometeu um próximo volume e fez questão de salientar que "Memórias" não serviu para fazer um "ajuste de contas". "Não estive décadas a acumular rancores, para, aos 84 anos, servir, bem frias, uma ou mais vinganças. Não esqueço facilmente o mal que me fazem nem sou perdulário a perdoar, mas, por temperamento e por educação, não sou rancoroso", disse.

"Este livro não é (ou tenta não ser) um autoelogio. Embora, convenhamos, todos nós tenhamos tendência para valorizar o que consideramos positivo e minimizar o que qualificamos como negativo ou menos bom…", explicou ainda Francisco Pinto Balsemão.

Percorra a galeria e veja quem esteve presente no evento

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.