Após toda a discussão relativamente ao vídeo que circula pelas redes sociais onde Anitta simula sexo oral ao modelo Yuri Meireles para o seu novo videoclipe, a cantora brasileira de 29 anos já falou sobre a polémica. "Precisam ver o resultado para entenderem do que se trata. Infelizmente, não temos como controlar que as pessoas façam vídeos e soltem. O que podemos esperar agora é a galera ver o resultado desse trabalho”, disse a artista ao UOL.

Modelo com quem Anitta gravou cena de sexo oral está "assustado" com o impacto. "A malta é louca"
Modelo com quem Anitta gravou cena de sexo oral está "assustado" com o impacto. "A malta é louca"
Ver artigo

A cantora foi acusada de sexualizar a imagem das mulheres e dos moradores das favelas, embora a mesma publicação saliente que a equipa de Anitta tentou fazer a cena da forma mais isolada possível, e esforçaram-se para que não estivessem crianças por perto. "Tinha bastante criança acompanhando tudo no campo de futebol, mas quando foram para o beco, pediram que não estivesse ninguém próximo, especialmente crianças. Mesmo assim, as pessoas não gostaram do que viram", pode ler-se no site brasileiro.

"Quando a gente vê uma cena assim num filme, ninguém julga. Ninguém coloca o ator nessa posição de crítica, né? As pessoas nem sabem para o que filmei e já vão me colocando numa posição. Infelizmente, estou acostumada", referiu Anitta."Cheguei à conclusão de que sou uma artista que luta pela liberdade sexual. É contra a hipocrisia. Acho que, durante todos esses anos de carreira, vi muita hipocrisia acontecer", acrescentou a cantora brasileira.

A artista mencionou também a repercussão que o vídeo ganhou. "Acho que é só um sinal de que a galera vai adorar. Quando da essa 'gordurinha' (fofoquinha), é porque vai dar certo (...) faço o que me dá vontade e as pessoas têm duas opções: curtir e seguir, ou não."

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.