É caso para dizer: "Mamma Mia!" Fala-se em comida italiana e ficamos de água na boca, ainda para mais quando surgem novidades. A primeira pizzeria biológica a surgir em Lisboa em 2014, o In Bocca al Lupo, andou a preparar coisas boas durante o confinamento, precisamente a pensar nos hábitos que ganhámos nesta temporada. Tudo o que antes podia provar na pizzeria instalada na Praça das Flores, é agora possível levar para casa — quer já pronto, quer por montar através dos produtos que vão estar à venda na nova mercearia com uma seleção de produtos italianos biológicos.

Cada produto que se encontra na mercearia é biológico e confere impulsividade. O que é que queremos dizer com isto? Não é que se ponha a comprar tudo, mas ao pronunciar os nomes italianos disponíveis na loja é quase impossível não ter o impulso de fazer gestos italianos. Diga em voz alta e tente não juntar o polegar e o indicador: mozzarella tonon 'fior di latte' (1,80€), cogumelos porcini (20€), tomate seco sott’olio (25€), molhos de confeção como pesto (7€), azeite de tartufo bianco (20€), e bresaola bio (8,50€). Conseguiu?

O "aqui vamos nós outra vez" do titulo do musical "Mamma Mia!" não se aplica às novidades do In Bocca al Lupo, porque além do que pode comprar na mercearia, há vários petiscos no menu para levar para casa, por isso não há como repetir a mesma experiência.

Destes fazem parte os gelados artesanais vegan confecionados com fruta e pouco açúcar adicionado, um mix de snacks de entrada que inclui os típicos arancini (salgados de arroz com vários recheios), os panzerotti semelhantes a pasteis de massa tenra recheados com legumes, as foccacia artesanais, e ainda saladas para uma opção mais leve, porque a comida italiana não são só hidratos. Outra das novidades é que pode usar a sua criatividade e ser chef do In Bocca al Lupo por uns momentos ao escolher a opção "faça a sua pizza".

A pizza de figo e presunto já regressou à Zero Zero (e há mais novidades para provar)
A pizza de figo e presunto já regressou à Zero Zero (e há mais novidades para provar)
Ver artigo

Se planear um passeio ao sábado de manhã por Lisboa e quiser poupar o trabalho de fazer uma pizza em casa (ou alegadamente a energia do forno fingindo que não se trata de preguiça), pode encomendar uma das 30 pizzas do menu no Mercado Biológico do Príncipe Real, que decorre aos sábados entre as 10 e as 14 horas. Basta fazer o pedido e passados 15 minutos já tem triângulos de gula com ingredientes biológicos.

Apesar de todas as opções que lhe permitem comer em casa — através do take away ou encomenda online disponível em breve — pode continuar a ter a experiência de comer no restaurante, onde o cheiro da massa de pizza que ganha crocância no forma é inconfundível. Ao almoço há agora um menu de 15€ que inclui pizza ou pasta, salada ou sopa, café, e uma mini sobremesa.

Se andar pela Costa Vicentina, também pode encomendar uma das pizzas In Bocca al Lupo. Isto porque em resultado de uma parceira com o Craveiral Farmhouse e com a Associação VidacomVida, surgiu no ano passado a Craveiral Pizzeria com Vida by In Bocca al Lupo, em São Teotónio. Além de comer, vai estar a ajudar: por cada pizza
vendida, é doado 1€ à associação VilacomVida. Não há como ficar com remorsos por fugir à dieta.

Pizzaria In Bocca Al Lupo

Morada: Rua Manuel Bernardes, n.o5A 1200-250 Lisboa
Contacto: 213 900 582
E-mail: reservas@inboccaallupo.pt (reservas via email devem ser feitas até às 17h00)
Horário: Almoço das 12 às 15h30. Jantar das 7 às 23 horas. Encerra às terças-feiras.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.