Voltamos a casa e à pilha de loiça que nunca deixa de crescer na cozinha. Para uma pausa nos cozinhados e uma ajuda extra a todos os restaurantes que se viram obrigados, mais uma vez, a fechar portas, a MAGG dá uma sugestão por dia para uma refeição caseira mas com sabor que vêm de fora.

Vegetarianos, especializados em leitão, sushi, pizzas ou saladas, espere de tudo. Até porque os restaurantes já provaram serem capazes de tudo para sobreviver a uma pandemia.

Quando vamos a um mercado típico, o mais certo é encontrar um talhante de faca na mão na banca da carne, um salmão já fatiado noutra, uns queijos a saltar à vista e ao olfato e as frutas frescas dispostas meticulosamente, prontas a irem connosco para casa. E porque não levar no caminho um hambúrguer de tofu, abóbora e nozes para o almoço?

No Mercado de Benfica, todas estas opções coexistem desde 11 de março, dia em que o projeto InKitchen-Veggie — dedicado a pratos da cozinha vegetariana e vegana — se instalou numa das bancas do mercado numa "tentativa de modernização dos mercados tradicionais", revela à MAGG Catarina Casadinho, de 34 anos, colaboradora do projeto.

Tudo começou pelas mãos de Catarina Patrão, de 47 anos, arquiteta paisagista de formação, juntamente com Paula Simões, de 46 anos. Ambas partilham um ateliê de projetos de arquitetura paisagista, bem como o gosto pela cozinha, em especial vegetariana, conta-nos Catarina Patrão. A co-fundadora juntou à formação inicial outra em Gestão e Produção em Cozinha e um mestrado em Ciências Gastronómicas, enquanto Paula se formou em Macrobiótica.

Ameaça Vegetal. Entre no mundo da cozinha flexitariana pelas mãos de Diogo Noronha
Ameaça Vegetal. Entre no mundo da cozinha flexitariana pelas mãos de Diogo Noronha
Ver artigo

Foi então no Mercado de Benfica que Catarina Patrão e Paula sentiram que o InKitchen-Veggie completaria uma paisagem de fusão entre o tradicional e o moderno e decidiram avançar com o projeto.

"No nosso espacinho no mercado tentámos manter as coisas tradicionais, como a bancada de pedra, e também incentivar — não queremos converter ninguém — a esta questão das alternativas vegetarianas", explica a colaboradora Catarina Casadinho. E parece que as opções agradaram aos jovens, mas também aos mais velhos, especialmente os avós.

"Vêm pessoas jovens que já frequentam o mercado e também acontece uma coisa engraçada que temos estado a descobrir: pessoas já mais idosas, mas que têm netos e filhos vegetarianos. Para eles é um alívio, do género 'ok, já não tenho de partir a cabeça a pensar o que vou cozinhar'. Então há muita gente mais velha, que tem familiares vegetarianos ou vegan, que acaba por vir provar", conta Catarina Casadinho, que contacta no dia a dia com os clientes que procuram o InKitchen-Veggie no Mercado.

Há sempre sopa (2€), sumo (2€), prato do dia e opções entre uma gama refrigerada (6,50€), sobremesa (2€) — que em breve contará também gelados vegan —, focaccia vegana (5€) e quiche ou tarte (2€/fatia). Pelos pratos, que mudam todos os dias, já passaram opções como risotto de tomate com almôndegas de lentilhas e espinafres, e a gama refrigerada já contou com couve flor panada com grão de bico e arroz de legumes.

No InKitchen-Veggie pode ainda encontrar seis variedades de hambúrgueres congelados (1,80€/cada), entre os quais está uma combinação improvável de cogumelos, feijão branco e coco, e outra de lentilhas, seitan e bagas goji.

A InKitchen-Veggie está na app Too Good to Go e tem ainda uma parceria com uma associação de Sete Rios que apoia sem-abrigo, para quem vão os alimentos não escoados. "A consciência social, a questão ecológica e do desperdício são para nós a filosofia de vida", sublinha Catarina Patrão.

Por falar em ecologia, a comida é servida em embalagens o mais sustentáveis possível. "Digo 'possível' porque há ainda muitas coisas nas regras da cozinha que, infelizmente, não nos permitem ter um packaging completamente sustentável", explica a colaboradora Catarina Casadinho.

O objetivo é alargar a InKitchen-Veggie para outros mercados tradicionais, mas para já pode provar as especialidades da cozinha vegetariana em take away ou através do serviço de entrega ao domicílio gratuito (em Benfica, S. Domingos de Benfica, Carnide e às quintas-feiras, em Alfragide).

Morada: Rua João Frederico Ludovice, 354, banca 20, setor 2, Mercado de Benfica
Telefone: 969 858 889
Horário: de terça-feira a sábado das 9h30 às 14h no Mercado de Benfica (com entregas ao domicílio fora deste horário mediante encomenda)

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.