Chega o inverno e regressam os pratos quentes, intensos, repletos de textura. Na cozinha tradicional portuguesa, toda a gente sabe: o cozido é rei. A famosa mistura de carnes, enchidos e de legumes, deixa cumprir outro ritual bem português: as horas à mesa, a partilhar uma refeição, entre garfadas, copos e conversa.

A pensar nisto, vários restaurantes voltaram a introduzir o famoso prato na sua carta, servindo-o ao fim de semana. Há promessas das melhores carnes maturadas, de enchidos que vêm de todos os cantos do país, de vasta selecção de legumes, com a mão de chefs bem conhecidos no panorama nacional. 

8 restaurantes para comer comida tradicional — da tasca ao restaurante de chef
8 restaurantes para comer comida tradicional — da tasca ao restaurante de chef
Ver artigo

Se faz parte do grupo que acorda a desejar um bom cozido à portuguesa, não perca mais tempo: é ao sábado e domingo que ele é servido.

Ora veja.

K.O.B

kob

É claro que é nas stakehouses da Rua do Salitre, em Lisboa, e da Rua Conde de Vizela, no Porto, que o chef Olivier volta a servir o cozido à portuguesa. No K.O.B, que passa a abrir para almoço aos fins de semana, a promessa é de uma lista interminável de ingredientes que os clientes poderão escolher. Começando nas carnes, o destaque vai para a entremeada, a perna de porco, a costela de vaca, o frango, o pernil fumado, o chispe, a orelha fumada e o focinho/faceira.

Os enchidos chegam de várias zonas do país, ilhas incluídas: Morcela da Guarda, Farinheira e Bucho de Porco da Beira Baixa, Morcela de Arroz de Leiria, Chouriço Mouro de Portalegre, Chouriço de Carne de Elvas e Chouriço de Sangue dos Açores são as propostas.

Falta falar nos legumes e aqui não vão faltar os mais clássicos, desde a couve lombarda, à couve portuguesa, sem esquecer a batata, a cenoura e o nabo, com a ementa a sugerir ainda repolho, batata doce, abóbora, grão e favas.

Morada: R. do Salitre 169, 1250-043 Lisboa
R. Conde de Vizela nº 149, 4050-640 Porto

Bairro do Avillez

avillez
créditos: Grupo José Avillez

O cozido à portuguesa é o mais novo prato de almoço do Bairro do Avillez, servido exclusivamente ao fim de semana — disponível também para entrega em casa, através da plataforma Uber Eats. Na versão do chef José Avillez, o prato tradicional chega com aba de novilho e entrecosto de porco, carnes fumadas, mão de vitela, enchidos — como chouriço, morcela e farinheira da Beira Baixa e morcela de porco preto —, couve portuguesa, nabo, cenoura, batata, feijão branco e arroz de farinheira.

É servido sábado e domingo ao almoço e custa 25€ por pessoa — 15€ para crianças até aos 12 anos.

Morada: R. Nova da Trindade 18, 1200-303 Lisboa

Jockey

jockey

Com a chegada do frio também o Jockey, restaurante do Hipódromo do Campo Grande, faz regressar o cozido à portuguesa, com os clássicos vegetais, enchidos e mistura de carnes. O prato será servido todos os domingos, ao almoço.

Morada: Sociedade Hípica Portuguesa, Hipódromo do Campo Grande, 1600-008 Lisboa

JNcQuois Avenida

jnscquoi

O JNcQUOI Avenida volta a servir o seu famoso cozido à portuguesa, assinado pelo chef António Boia. Mas não é todos os dias: o restaurante de luxo da Avenida da Liberdade aposta neste conceito no último domingo de cada mês, durante as estações mais frias. Aqui, o prato tradicional inclui uma vasta seleção de ingredientes, como orelha de porco, entremeada, chispe, cabeça de porco, galinha, carne de vaca, pernil fumado, seleção de chouriças, morcela e farinheira, mistura de mostardas, feijão branco, arroz vaporizado, couve portuguesa, couve lombarda, nabo, cenoura e batata.

Está disponível por 38€ e o Caldo de Cozido por 10€. As reservas podem ser realizadas através de e-mail (bookatable@jncquoiavenida.com) ou telefone (+351 219 369 900).

Morada: Av. da Liberdade 182 184, 1250-146 Lisboa

Gardens

gardens

No Gardens é ao sábado que se celebra o cozido à portuguesa, prato que, com a chegada do inverno, passa a ser protagonista dos fins de semana do restaurante do clube de golf do Paço do Lumiar. Se preferir levar para casa, também está bem: o espaço mantém o serviço de take-away.

MoradaR. Formosinho Sanchez 79, 1600-263 Lisboa

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.