Podia até ser bizarro que um restaurante tenha um bolo do caco de alfarroba, juntando uma receita e um ingrediente bem português, e depois uma sanduíche feita com pão tandoori, tradicional na Índia. Mas não é. Porque trata-se do Freaky Foods, mais um filho da pandemia nascido em janeiro deste ano, onde tudo pode acontecer.

Duarte Mayer aproveitou bem as viagens antes do confinamento para provar sabores do mundo e convertê-los em ideias e Tomás Cordeiro foi acumulando na bagagem uma vasta formação na hotelaria, tendo passado por sítios como o grupo Four Seasons. O conhecimento de ambos resultou num conceito irreverente de sanduíches com sabores que nos levam até aos Estados Unidos ou à Indonésia. E não é de viajar que estamos todos a precisar?

Pode fazê-lo a bordo de um freaky's yuna, que recheia um madeirense e algarvio bolo do caco de alfarroba com atum fresco e puré de abacate (9,90€), dos sabores japoneses do katsu-sando, com porco panado em panko, coleslaw e maionese com molho tradicional tonkatsu dentro de pão português (8,90€) ou ainda de um completo globo numa só sanduíche: pão tandoori da Índia, guacamole da América Central, tempeh da Indonésia e legumes assados da Europa que fazem parte do freaky's vegan (8,90€). Todos os freaky's são acompanhados de chips caseiras.

Na carta do Freaky Foods há ainda rolls, como o tex-mex, que mistura brisketbeef e guacamole em pão brioche para sentir na boca o sul dos Estados Unidos (7,90€), e também saladas, uma de atum fresco (9,90€) e outra vegan, com quinoa e tempeh (7,90€). Para terminar, o destino final pode ser numa tradicional mousse de chocolate portuguesa (3€) ou nos sabores asiáticos do cheesecake com um toque cítrico de yuzu (3€).

O Freaky Foods funciona em regime de entrega ao domicilio através das plataformas Glovo, Uber Eats e Takeaway.pt.

Freaky Foods

Localização: Calçada Bento da Rocha Cabra 4A, 1250-047 Lisboa
Horário: de segunda-feira a sábado das 12h às 22h30

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.