Mais de um ano depois de todos os restaurantes serem obrigados a fechar portas e a trocarem os pratos pelas caixas de take away, os espaços sobreviventes dos dois confinamentos podem voltar a funcionar (quase) na totalidade a partir de segunda-feira, 19 de abril. Depois de os espaços com esplanada serem os primeiros a abrir, o início da terceira fase de confinamento marca o dia em que os restaurantes podem voltar a servir os clientes no interior.

7 esplanadas em Lisboa e Porto onde pode almoçar a partir desta semana
7 esplanadas em Lisboa e Porto onde pode almoçar a partir desta semana
Ver artigo

O distanciamento mantém-se, os horários reduzidos também — como a obrigação de parar o serviço às mesas às 13h aos fins de semana e feriados —, e os restaurantes só podem sentar um máximo de quatro pessoas no interior, e de seis nas esplanadas.

Mesmo assim, segunda-feira é um dia para celebrar e voltar aos seus restaurantes favoritos, com o seu prato predileto à frente. Sandes de pernil com queijo? Mariscadas? Bifes no ponto? E que tal entrecosto na grelha numa típica tasca portuguesa? Temos sugestões para todos os gostos neste regresso aos clássicos em Lisboa e Porto.

Gambrinus

gambrinius
créditos: Instagram

O nome dispensa apresentações: o Gambrinus, um dos restaurantes mais clássicos de Lisboa, volta a abrir portas pela primeira vez desde o segundo confinamento, dado que não tem esplanada. Nas duas salas interiores do espaço, vai poder deliciar-se com iguarias como a cataplana da casa (72€ para duas pessoas) ou uma partilhada de marisco (82€ para duas pessoas), entre muitas outras sugestões. Antes disso, celebre o regresso aos restaurantes  com umas ameijoas à Bulhão Pato (26€).

Morada: Rua das Portas de Santo Antão 25, Rossio, Lisboa
Telefone: 213 421 466
Horário: 12h-22h; 12h-13h aos fins de semana. Não fecha.

Pinóquio

pinoquio
créditos: Instagram

Há mais de três décadas — mais concretamente desde 1982 — que o clássico restaurante nascido nos Restauradores faz as delícias dos clientes. São várias as especialidades do Pinóquio, sendo incontornável que o peixe e o marisco ganham lugar de destaque. Experimente a paelha à Pinóquio, com marisco e tamboril (54€ para duas pessoas) ou renda-se à famosa garoupa assada no forno (58€ ao quilo) no interior do restaurante ou na esplanada, que se mantém mesmo nesta terceira fase do desconfinamento.

Morada: Rua de Santa Justa 54, Lisboa
Telefone: 213 465 106
Horário: 12h-22h; não serve refeições aos fins de semana. Não fecha.

Galeto

galeto
créditos: Facebook

O Galeto é um dos mais míticos espaços da capital, muito por estar pronto para receber os mais madrugadores. O espaço abre portas às 7h30, seja durante a semana, aos sábados ou domingos. Pode pedir o clássico prego da vazia (4,95€) a qualquer hora, ou reservar espaço para um bife à Galeto (16,90€) ou uma posta de bacalhau à João do Porto (16,90€) às refeições principais.

Morada: Avenida da República 14, Saldanha, Lisboa
Telefone: 213 544 444
Horário: 07h30-22h; 07h30-13h aos fins de semana. Não fecha.

Zé Varunca

ze varunca
créditos: Instagram

Desde 1981 que o Zé Varunca brinda a zona da Grande Lisboa com o melhor dos sabores alentejanos. Durante os anos 90, existiu um espaço na Parede, seguindo-se a abertura de um segundo restaurante em Santo Amaro de Oeiras. Em Lisboa, depois das redondezas da Avenida da Liberdade, o restaurante mudou-se para o mítico Bairro Alto.

A má notícia é que a pandemia e as restrições ao setor da restauração obrigaram a que o espaço lisboeta fechasse. A boa? Para além da gerência já estar a planear a abertura de um restaurante no centro de Lisboa em local ainda a revelar, pode voltar a sentar-se no acolhedor e popular espaço de Santo Amaro de Oeiras já a partir de segunda-feira, 19.

Com sugestões diárias para todos os dias da semana, o nosso palato foge para pratos como os pezinhos de coentrada (9,50€), migas de bacalhau (10,50€) ou pernil de porco preto (11,50€).

Morada:Rua José Falcão 25, Oeiras
Telefone: 214 411 839
Horário: 12h-22h; 12-13h aos fins de semana. Fecha ao domingo.

A Casa do Bacalhau

bacalhau
créditos: Instagram

Podia ser uma rasteira no nome, mas aqui a lógica é simples e muito deliciosa: se está à procura de um bom prato de bacalhau, não há local como este. Para além dos clássicos à Braz (16€) ou à minhota (18€), arrisque com uma sugestão de bacalhau com presunto em crosta de maionese com puré de grão (18€) ou caril de bacalhau com risotto de espargos (18€) na sua visita à Casa do Bacalhau.

Morada: Rua do Grilo 54, Lisboa
Telefone: 218 620 000
Horário: 12h-22h; não serve refeições aos fins de semana

Somos um Regalo

regalo
créditos: Instagram

Se os franguinhos assados da Guia, no Algarve, têm fama por todo o País, o mesmo acontece com os do Somos um Regalo, uma das mais populares e clássicas churrasqueiras de Cascais. Neste mítico espaço, o frango grelhado à moda da Guia com batata frita crocante e salada de tomate (5,35€) é a estrela, mas também existem várias alternativas de carne na grelha. Ah, e não se acanhe: é para comer com picante caseiro.

Morada: Avenida Vasco da Gama 36, Cascais
Telefone:214 865 487
Horário: 12h-22h; 12h-13h aos fins de semana.Fecha à quarta-feira.

O Zé da Mouraria 2 

mouraria
créditos: Facebook

Carne e peixe grelhado na perfeição, comida de conforto e doses generosas que lhe permitem almoçar e saltar o jantar: é esta a proposta do Zé da Mouraria 2, que acrescenta simpatia e um espaço tradicional ao pacote. Prove o incontornável piano no churrasco (22,50€), o bacalhau à Zé da Mouraria (22,50€) e o cação à Alentejana (22,50€).

Depois de terem recorrido a uma esplanada provisória nas últimas semanas, o restaurante deverá continuar a abrir o espaço exterior se as reservas encherem a sala interior, sempre na ótica de providenciar maior distanciamento e segurança.

Morada: Rua Gomes Freire 60, Pena, Lisboa
Telefone:216 084 695
Horário:12h-22h30; 11h-13h aos fins de semana. Fecha ao domingo.

Casa Guedes II

casa guedes
créditos: Instagram

Há poucas coisas tão simples e tão saborosas como a conhecida sandes de pernil com queijo da Casa Guedes. Depois de décadas a servir os clientes na Praça dos Poveiros, no Porto, a casa cresceu e abriu um novo espaço, mais espaçoso, moderno e com esplanada, uns números à frente.

Na Casa Guedes II pode provar a clássica sandes de pernil (5,30€), bem como francesinhas (9,90€), pratos de carne e peixe. Apesar de abrir as salas interiores já na segunda-feira, pode continuar a almoçar ou jantar ao ar livre numa das três esplanadas do restaurante.

Morada: Praça dos Poveiros 74, Porto
Telefone: 222002874
Horário: 11h30-22h; 11h30-13h aos fins de semana. Não fecha.

Santiago da Praça

santiago
créditos: Instagram

Mesmo junto à nova Casa Guedes, o Santiago da Praça é o irmão mais novo e mais moderno do clássico Café Santiago. No entanto, a decoração atual e os tons bem mais iluminados do que o espaço original não alteram em nada a receita da clássica francesinha (9,75€). Se preferir, pode também experimentar os conhecidos cachorros quentes ou os vários pratos de carne e peixe.

Morada: Praça dos Poveiros 82, Porto
Telefone: 222055083
Horário: 12h-22h; 12h-13h aos fins de semana. Não fecha

Marisqueira de Matosinhos

matosinhos
créditos: Instagram

Depois de dois confinamentos e muito take away, a Marisqueira de Matosinhos está de volta. No clássico espaço nortenho não pode faltar o incrível arroz de marisco (52€ para duas pessoas) ou o maravilhoso arroz de lavagante (90€ para duas pessoas), entre outras iguarias. Da carta do restaurante também consta uma diversa oferta de peixe e marisco, bem como alguns pratos de carne.

Morada: Praça dos Poveiros 82, Porto
Telefone: 222055083
Horário: 12h-22h; 12h-13h aos fins de semana. Encerra ao domingo.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.