A pandemia obrigou-nos a ser criativos e muitos foram os negócios que se tiveram de se reinventar para conseguirem sobreviver à realidade imposta pelo novo coronavírus. E foi justamente isso que o Flat fez: o espaço de eventos privados, que nasceu em 2017 na zona de Santos, em Lisboa, não teve alternativa que não procurar novas formas de negócio e, pela primeira vez, abriu as portas ao público.

"O conceito do Flat é o de uma casa. Temos salas, quartos, um terraço, é basicamente um apartamento para quem quiser fazer um evento privado, desde marcas a um grupo de amigos que queira um local para fazer uma festa", explica à MAGG Francisco Palha, gerente do espaço.

8 asiáticos fabulosos em Lisboa e Porto para celebrar o regresso dos restaurantes
8 asiáticos fabulosos em Lisboa e Porto para celebrar o regresso dos restaurantes
Ver artigo

Com os confinamentos e a quebra na procura para este tipo de eventos, a gerência do Flat resolveu abrir o terraço ao público, num conceito de pop-up de restaurantes. "De segunda-feira a domingo, temos restaurantes a explorar a parte da comida, enquanto que a gerência do Flat é responsável pelo bar. Para além de nos reinventarmos para ultrapassar a falta de procura para os eventos, demos oportunidade a restaurantes que não tinham esplanada [impedidos de abrir na segunda fase de desconfinamento] de continuarem a faturar", explica o gerente.

Assim, o terraço do Flat abre ao público todos os dias da semana, com conceitos diferentes. De segunda-feira a sexta-feira, entre as 16h e as 22h30, pode provar iguarias de vários pontos do mundo, acompanhas por cocktails deliciosos. Às segundas-feiras, os ceviches do El Autentico Criollo são os reis do espaço.

Já às terças-feiras, pode provar as propostas do Rua, como tártaro de novilho com trufa (14€) ou baos vegan de cogumelos shitake e castanha de água (8,50€). No dia seguinte, os kebabs do Kendrick ditam o ritmo, com alternativas do Médio Oriente e outras mais mediterrâneas (6,50€ cada). Segue-se a comida mexicana do Mexi Cali e a saudável do Natural Crave às quintas-feiras, com bowls de camarão (8€) e nachos de chili com carne (7€), entre outras opções.

Às sextas-feiras, o comando da cozinha está com o Aura Dim Sum, com baos de porco (6,50€ por três unidades) e ainda pratos como os chicken money bags (7,50€ por cinco unidades), trouxas recheadas de frango e espinafres, entre outras alternativas para aconchegar o estômago. Durante o fim de semana, o brunch fica nas mãos do Dear Breakfast, que serve várias propostas de pequeno-almoço, como ovos Benedict e tostas de abacate, entre as 10h e as 13h.

flat
O terraço do Flat tem sido um dos mais requisitados da capital. créditos: Instagram

Para acompanhar tudo isto, o bar do Flat tem propostas como margaritas, caipirinhas e mojitos, entre outras, que podem ser servidas a copo (5€) ou em jarros de um litro para dividir com os amigos (20€). A carta de bebidas também inclui vinhos, refrigerantes e chás.

A má notícia? É que com o avançar do plano de desconfinamento, bem como os planos de abertura de um restaurante no edifício do Flat (que pertence ao mesmo grupo de investidores), a partir de maio o espaço volta a funcionar apenas com eventos privados. Francisco Palha não põe completamente de lado a hipótese de o terraço voltar a funcionar neste conceito de pop-up e confirma que os pedidos para continuarem são muitos. "Em maio, não vai mesmo acontecer, dado que o foco é outro. No futuro, pode acontecer, ainda não sabemos", diz o gerente.

Assim, tem até ao final do mês de abril, dia 30, para visitar um dos terraços mais cool da cidade. Quer esteja a pensar num brunch, em jantar ou só em beber um copo, Francisco Palha aconselha a que reserve uma mesa. "Temos estado completamente lotados", avisa.

Morada: Calçada Ribeiro Santos 37 1.º andar, Santos, Lisboa
Telefone: 912 773 393
Horário: 16h-22h30; 10h-13h aos fins de semana

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.