Em fevereiro deste ano, chegava a Portugal a terceira maior cadeia de pizzarias do Mundo. A primeira loja da Little Caesars Pizza em território nacional estabeleceu-se no Barreiro. A 25 de maio foram inauguradas outras duas: uma na Graça e outra na Penha de França. E a MAGG esteve presente.

O início da história da Little Caesars Pizza remonta a 1959, quando Mike e Marian Ilitch abriram um pequeno restaurante em Detroit, no estado norte-americano do Michigan. "Esta família começou a vender pizzas e outras coisas, como esparguete", contou Andrés de Robina, vice-presidente da marca, à MAGG.

Terceira maior cadeia de pizzarias do Mundo chega a Lisboa (com pizzas desde 5,50€)
Terceira maior cadeia de pizzarias do Mundo chega a Lisboa (com pizzas desde 5,50€)
Ver artigo

"Quando começaram a crescer e a ver que eram muito bons, iniciaram a expansão pelos Estados Unidos, depois para o Canadá e para o resto do Mundo", continuou. Chegaram ao Canadá em 1969 e, cerca de meio século depois, já estão presentes em 28 países. E a família Ilitch ainda gere a empresa.

"São os únicos donos. É das poucas com esta dimensão nos Estados Unidos que continua a ser uma empresa familiar — e queremos mantê-la assim. Temos os mesmos valores de há 60 anos", garante o vice-presidente, com quem a MAGG falou na inauguração da loja na Penha de França.

No que se distingue esta cadeia de pizzarias de tantas outras?

Para começar, a Little Caesars Pizza disponibiliza pizzas a partir de 5,50€. E ficam prontas num ápice, graças à vertente hot-n-ready, uma das grandes apostas da marca."Chega à loja, pede uma pizza hot-n-ready e, em 30 segundos, terá a pizza nas mãos. Só a Little Caesars Pizza é que faz isso", assegura Andrés de Robina.

"A pizza fica pronta, quente e com qualidade. Se não for consumida durante um curto espaço de tempo, desperdiçamo-la. Como não queremos que isso aconteça, usamos um software para o evitar", adianta o vice-presidente, sem revelar todos os segredos por detrás deste conceito.

Little Caesars Pizza
créditos: DR

Tanto a margarita como a pepperoni "estão sempre prontas a sair". "É uma pizza conveniente, que se pode levar na hora. Estão constantemente a sair do forno", reforça Ramiro Justo, que integra a equipa que está a abrir as lojas em Portugal. Além da rapidez, o que mais tem surpreendido os consumidores portugueses?

"A outra coisa que comentam é a qualidade da pizza. Ficam impressionados com o sabor. Fazemos tudo do zero e todos os nossos ingredientes são muito bons", aponta Andrés de Robina. "A Little Caesars Pizza é o único grande franchising do Mundo onde a massa é feita na loja todos os dias", acrescenta Ramiro Justo.

A farinha, a água e o azeite são misturados numa máquina e ficam "a levedar durante 24 horas". "Acresce o nosso custo, mas achamos que esse esforço vale a pena pelos consumidores", crê Ramiro Justo, que adianta ainda que consideraram "importante contar com fornecedores nacionais". Por esse motivo, os tomates, por exemplo, vêm do campo português.

As pizzas de especialidade são entregues em menos de dez minutos. Estão em causa pizzas como a especial de pepperoni e cogumelos, a de quatro queijos deluxe com mistura de mozzarella, cheddar suave e cobertura de parmesão e a veggie extreme, com azeitonas pretas, cogumelos, pimento verde, cebolas, milho, tomate e tempero vegetariano. Todas custam 8€.

Little Caesars Pizza
créditos: DR

A pizza havaiana, com fiambre e ananás, a tuna delight, com atum, azeitonas pretas, cebolas e tempero vegetariano e a ultimate supreme, com pepperoni, cogumelos, pimento verde, cebolas e salsicha italiana, têm o valor de 10€. Mas há outras ofertas além das pizzas.

O crazy bread, outra das imagens de marca da Little Caesars Pizza, custa 3€. Já oito fatias de pão com queijo barrado com manteiga de alho e polvilhado com queijo parmesão custam 3,50€, assim como os crazy puffs (três pedaços de pão saídos do forno com queijo mozzarella e pepperoni ou com queijo mozzarella, fiambre e ananás).

Porquê esta aposta no mercado português?

Ramiro Justo, que assume a função de Local Operator, é um dos sócios fundadores da empresa e também o gerente no que toca ao mercado português. Chegou a Portugal há 12 anos e, desde então, passou algum tempo a analisar como é que Portugal se estava "a desenvolver em termos de restauração e turismo".

"Notei que as pessoas de cá gostam de pizza. Conceitos como a Pizza Hut e a Domino's têm muito mais sucesso do que noutros mercados do sul da Europa, como Espanha. Achei que trazer o terceiro maior franchising de pizzas do Mundo era uma mais valia muito grande para este mercado", explicou à MAGG.

Para Andrés de Robina, o projeto, que em 2023 já chegou a Portugal e ao Reino Unido, está "a crescer muito rápido". "Há países onde somos a cadeia de pizzaria com mais lojas ou a número um em termos de vendas", refere. "Estamos muito entusiasmados, porque Portugal é muito importante. É um daqueles países na vanguarda da culinária", nota.

E porquê começar pelo Barreiro? Porque "Lisboa é mais do que o centro". "Lisboa é Sintra, é Odivelas, é Amadora, é Vila Franca de Xira, é Montijo", recorda Ramiro Justo, que pretende levar a Little Caesars Pizza "para outras partes de Lisboa", mas também para o centro.

Para este ano estão previstas mais três aberturas de lojas na Grande Lisboa. "Ainda estamos a estudar localizações", disse à MAGG um dos responsáveis por este franchising. "No final do ano ou no início do seguinte, vamos para o Porto", continuou, esclarecendo que planeiam "abrir 20 lojas em Portugal até ao ano de 2026".

"Vamos crescer tanto quanto a comunidade portuguesa queira que cresçamos", menciona o vice-presidente da marca. "Queremos ter mais famílias a aproveitar os nossos produtos, porque pizza é família, é diversão, é convívio. E que continue a ser um produto do qual nos orgulhamos", conclui.

Little Caesars Pizza

Localização: Rua Morais Soares nº78 Lisboa 1900-348 (Penha de França) / Rua Da Graça nº135 Lisboa 1170-364 (Graça) / Rua Miguel Bombarda nº143 (Barreiro)
Horário: todos os dias das 12h às 23h; sextas e sábados até à 00h
Contactos: site / Instagram / Facebook

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.