Lisboa tem um novo ponto de encontro: chama-se Maria Food Hub, abriu a 31 de agosto, e está localizada nos Anjos, em Lisboa. Tem um pouco de tudo o que os habituais sítios instagramáveis têm — bowls, tostas abertas, iogurte com granola, hambúrgueres e pratos com ovos escalfados —, mas esta Maria deu um toque especial à ementa: é feita para agradar ao paladar português.

"A nossa ideia foi sempre usar os produtos que os portugueses comem. Fazemos uma bowl de polvo ou de camarão, nas tostas temos a de requeijão e presunto. Trabalhamos também só com os produtores da zona do Oeste por causa da sustentabilidade e na carta também temos vinhos de Lisboa", refere à MAGG Miguel Leal, sócio-gerente do espaço, atividade que exerce em simultâneo com o cargo de diretor de catering numa empresa em Londres, no Reino Unido.

Nesta pizzaria, o que mais importa não são os ingredientes — é a base (e a promoção)
Nesta pizzaria, o que mais importa não são os ingredientes — é a base (e a promoção)
Ver artigo

Com Miguel está Samuel, David e João — todos emigrantes que decidiram abrir um espaço em Portugal para retornar às origens —, o que desde logo nos deixa intrigados sobre quem é, afinal, a Maria.

"Ah, a Maria [risos]. Estamos na rua Maria Andrade, ao lado da rua Maria, e as nossas mães são Marias. Acho que é um nome bonito, é português, e tem que ver com este querer promover Portugal e o que nós comemos de uma maneira mais moderna", explica Miguel Leal sobre o espaço que reflete também o que é nosso nos balcões de mármore português.

Além da comida portuguesa, a Maria Food Hub assume-se ainda como um espaço dedicado ao convívio. "Já vivo no bairro [dos Anjos] há dois anos e sentia falta de um espaço que fosse um ponto de encontro. E acaba por ser um pouco o que queremos mesmo com o nome Food Hub: ser um ponto de encontro aqui dos residentes e dos turistas que passam", explica Miguel Leal.

A localização ajuda a isso mesmo, uma vez que na rua Maria Andrade passa o elétrico 28 e perto está também o metro.

O encontro pode ser marcado das 8h30 às 23h, horário alargado em que a Maria Food Hub recebe desde os mais madrugadores aos que preferem a noite. Para os primeiros, é servido brunch todos os dias das 9h às 15h30, com múltiplas opções da época e de fazer arregalar os olhos. É o caso da tosta de queijo e marmelada (3,50€), da tábua de waffles com compota caseira, pão, queijo e presunto curado (7,50€) e de uma das estrelas da casa: a  shakshuka Maria, com batata-doce, espinafres, com molho de amendoim e piri-piri, dois ovos estufados (8,50€).

A  shakshuka tem feito um enorme sucesso e Miguel nem sabe explicar bem o porquê. No entanto, no que diz respeito a outra iguaria de sucesso não tem dúvidas: as ostras atraem quem quer aproveitar o pôr do sol, até porque estão bem acompanhadas: ao pedir três ostras, é-lhe servido também um copo de vinho (6€). Se vai à procura de mais petiscos para o final da tarde, também encontra um célebre camarão alhado com coentros ( 8€), tábuas de queijos ou charcutaria (14€) e a famosa tosta aberta de presunto, requeijão e mel de Trás-os Montes   (8€).

Já para o almoço ou jantar, o menu tem mais de duas dezenas de opções. Nas bowls, a portuguesa de polvo (10,50€), e nos hambúrgueres Miguel dá destaque ao de bacalhau em pão de espinafres ( 9,50€) e ao hambúrguer mais amigo do ambiente composto por carne e cogumelo fresco, com molho de queijo azul, em pão de brioche  ( 9,50€). Carne e ambiente na mesma frase? Sim. "Não estamos a dizer às pessoas para não comerem carne, mas estamos a diminuir o consumo da carne. Fazemos um hambúrguer com 75% de carne e 25% de cogumelos. Não altera de todo o gosto e a pessoa fica satisfeita porque está a comer um hambúrguer de carne, mas não come as 200 gramas", explica.

Contudo, para aqueles que excluem mesmo a proteína animal da alimentação, há hambúrguer vegetal , com molho  chimichurri (9,50€) e prego de tofu em bolo do caco (5,50€). A origem nacional dos ingredientes usados na cozinha faz com que a pegada ambiental seja menor e a qualidade dos pratos maior, e já que é para apoiar o que é nosso, a Maria Food Hub deixou as sobremesas nas mãos da Zukar, que acabam por ser saudáveis porque são feitas com ingredientes biológicos e que respeitam as estações.

Para acompanhar tudo isto, além dos vinhos selecionados por Miguel Leal — com vasta experiência na área de vinhos portugueses de pequenos produtores por exportá-los há vários anos para o Reino Unido —, a carta tem cocktails, também com ingredientes portugueses. É o caso do Medronhito Sour & Cardamomo, com medronho português, do gin Maria brew (7€), feito com gin da Madeira, e do hibiscus mescalita, com laranja do Algarve (7€).

Maria Food Hub

Localização: Rua Maria Andrade 38, Lisboa 1170-216
Reservas: mariafoodhub@gmail.com/ +351 218121281
Horário: todos os dias das 8h30 às 23h

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.