Voltamos a casa e à pilha de loiça que nunca deixa de crescer na cozinha. Para uma pausa nos cozinhados e uma ajuda extra a todos os restaurantes que se viram obrigadas, mais uma vez, a fechar portas, a MAGG dá uma sugestão por dia para uma refeição caseira mas com sabor que vêm de fora.

Vegetarianos, especializados em leitão, sushi, pizzas ou saladas, espere de tudo. Até porque os restaurantes já provaram serem capazes de tudo para sobreviver a uma pandemia.

Em julho de 2020, o Orelha d'Elefante abre como sendo o único restaurante vegetariano do Alto Minho, o que, em terras de sarrabulhos, é já por si arrojado. Além disso, fazem-no numa altura em que o País está do avesso.

Mas lá se vão aguentando, e é em Ponte de Lima que servem pratos cheios de sabor, e sempre sem crueldade. Agora, em regime de take away e entregas, mantêm o menu do dia, sempre anunciado nas redes sociais, mas prepararam em paralelo um menu fixo para encomendas.

Pronto a cozinhar, ou então para congelar, há hambúrgueres de quinoa e beterraba; lentilhas e pimento; feijão azuki e cogumelos; ou feijão preto com arroz integral (1,80€ a unidade (13€ 8 unidades).

Também há croquetes e empadas, com recheios feitos de legumes ou seitan e ainda pratos como "arroz amigo do pato", lentilhas com broa ou migas de tofu.

orelha d'Elefante
Os bolos deste restaurante são sempre vegan e feitos sem açúcares refinados.

Mas atentem é nos doces, sempre sem produtos de origem animal nem açúcares refinados. Há Snickers saudáveis (3€), tarte de coco e chocolate (16€), mousse de chocolate com banana  e chocolate (12,50€, bolo de laranja com geleia (14€) e bolo de cenoura com calda de chocolate (12,50€).

As entregas são feitas num raio de 5 km, mas também pode passar lá para levantar a sua encomenda.

Morada: Travessa de São Gonçalo, 4990-150 Ponte de Lima
Horário: 9h30 às 18h30. Fecha ao domingo
Telefone: 258 090 809

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.