A par dos ovos de chocolate e das celebrações religiosas, nada é tão sinónimo de Páscoa em Portugal como uns diazinhos no Algarve. São centenas os portugueses que aproveitam o feriado de sexta-feira para rumar a sul e passar o fim de semana prolongado já a antever o verão, com tímidos (ou nem por isso) mergulhos no mar e boa comida à mesa.

5 sugestões para celebrar a Páscoa em família e no Algarve (e com descontos)
5 sugestões para celebrar a Páscoa em família e no Algarve (e com descontos)
Ver artigo

Sim, porque isto da praia é muito giro, mas para quem sabe escapar com distinção às armadilhas turísticas, o Algarve é uma região cheia de pratos deliciosos e comida gulosa para provar. O peixe grelhado é incontornável, as típicas e fumegantes cataplanas também, mas quem diz que não a um típico frango assado à moda da Guia?

De Vila do Bispo a Tavira, dos grelhados no carvão ao delicado sushi, temos seis sugestões de restaurantes a não perder no Algarve. Pronto para comer?

Ribeira do Poço (Vila do Bispo)

Ribeira do Poço

Os fiéis frequentadores do espaço afirmam que os petiscos são do outro mundo e justificam que a refeição seja um combinado das diferentes sugestões de entradas da Ribeira do Poço. Pode escolher entre percebes, moreia frita, lapas grelhadas — que o levam diretamente até às ilhas — e muito mais. Se não resistir aos pratos principais, há cataplanas e caldeiradas de peixe à sua espera, à boa moda do Algarve. Só tem é de ter paciência para as filas, que a procura é muita, e o espaço não aceita reservas.

O restaurante fica na Rua Ribeira do Poço, 11, em Vila do Bispo (282 639 075; fecha à segunda-feira).

Ramires (Guia)

Ramires

Pensamos em Algarve e o peixe fresco e as cataplanas a fumegar chegam-nos logo à memória e ao paladar. Mas Algarve não é Algarve sem mencionar os típicos franguinhos assados da Guia. Se passar por lá, não pense duas vezes e prove um dos melhores frangos de churrasco do País. Apesar de existir uma grande oferta de restaurantes com este prato, há mais de 50 anos que o Ramires nos presenteia com um franguinho da Guia assado no ponto, batatas fritas estaladiças e uma salada de tomate e cebola fresca e com sabor a verão.

O restaurante fica na Rua 5 de Abril, 14, na Guia (963 097 945; aberto diariamente).

Casa Chico Zé (Lagos)

Casa Chico Zé
créditos: Instagram

Em plena Estrada Nacional 125, este tradicional restaurante quase que se podia chamar Rei dos Grelhados, dado o peixe incrível que todos os dias sai das brasas para os pratos dos clientes. Mas apesar de estarmos numa zona do País onde o peixe grelhado tem primazia, a mestria do assador da Casa Chico Zé também se aplica à carne, igualmente bem assada. Só abre aos almoços, e pode ter um horário diferente do habitual na sexta-feira santa e sábado de Páscoa — ligue para garantir que não bate com o nariz na porta.

O restaurante fica na Estrada Nacional 125, Sítio da Torre, Odiáxere (282 798 205; fecha ao domingo).

Umami (Almancil)

Umami
créditos: Rodrigo Costa BIMERING

Em plena Quinta do Lago, Umami, o mais recente asiático do resort tem tudo para se tornar num dos seus restaurantes favoritos a sul: um espaço lindo de morrer, uma esplanada a chamar pelas noites mais quentes e comida delicada. No meio de tanta coisa boa, destacamos os dumplings de pato, com caldo de hoisin, o tártaro de lírio da costa com creme de citrinos e o guloso combinado de maguro e toro, uma seleção especial de niguiris, gunkans, hosomakis e sashimi da parte mais nobre do atum, a barriga.

O restaurante fica na Reserva, perto do Lago, na Quinta do Lago, Almancil (304 502 129; fecha ao domingo e à segunda-feira).

Marisqueira Fialho (Luz de Tavira)

Fialho
créditos: Instagram

Há por aí apreciadores de arroz de tomate? Se sim, e se ainda não conhece este oásis gastronómico à beira da Ria Formosa, não sabe o que anda a fazer à sua vida. A marisqueira Fialho (não confundir com o Fialho de Évora) tem um dos melhores arrozes de tomate de sempre, solto e com pimentos, que aparece na mesa ainda a fumegar dentro de um característico tacho de barro.

Para além desta iguaria, há espetadas de camarão e de tamboril, ensopado de enguias, peixe-rei, ovas de choco, entre muitas outras sugestões. Ah, e graças à pandemia (porque alguma coisa boa tínhamos de tirar disto), a esplanada cresceu e há agora mesas mesmo junto à Ria Formosa. Vi-da.

O restaurante fica no Parque Natural da Ria Formosa, 1092E, Luz de Tavira (281 961 222; fecha à segunda-feira)

Restaurante Noélia (Cabanas de Tavira)

Noélia
créditos: Onde Vamos Jantar / Instagram

Dispensa apresentações, precisa de reserva (e se já marcou as suas férias de julho ou agosto, não é má ideia reservar já mesa) e é um clássico do Algarve: listas de restaurantes a sul não ficam completas sem a referência aos petiscos da chef Noélia, que se estreia em setembro na quarta edição do festival gastronómico Chefs on Fire, em Cascais.

Já "em casa", se visitar este delicioso espaço, delicie-se com pratos como arroz de limão com corvina e amêijoas, cuja dose é suficiente para quatro pessoas, pataniscas de polvo e filetes de peixe galo com a clássica açorda, entre outras sugestões.

O restaurante fica na Avenida da Ria Formosa 2, Cabanas de Tavira (281 370 649; fecha à quarta-feira).

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.