Pode não ser um date. Mas se puder, vá em modo date. A iluminação suave, as cores ocre das paredes, a proximidade, já para não falar da comida maravilhosaque convida à partilha (mas já lá vamos), fazem do Nómada Chiado o nosso novo sítio favorito para aquele jantar romântico.

Nómada Chiado tem novo menu de degustação inspirado na Europa e Ásia
créditos: Francisco Nogueira

Depois do sucesso do Nómada das Avenidas Novas, nascido em 2016, Rui Oliveira e Francisco Bessone decidiram expandir a marca para o centro histórico de Lisboa, mais concretamente para o Chiado. O diretor financeiro e o chef (que são amigos de infância, nascidos e criados na Costa da Caparica) encontraram numa antiga gráfica o local perfeito para o novo Nómada. Mais íntimo, mais experimental, com uma ambiência imersiva de inspiração marítima, ainda assim minimalista, conseguida através do impressionante trabalho do estúdio de arquitetura Spacegram.

Rui Oliveira e Francisco Bessone no Nómada Chiado, ainda em fase de obras
Rui Oliveira e Francisco Bessone no Nómada Chiado, ainda em fase de obras créditos: DR

O Nómada Chiado abriu em 2020 mas (e nós sabemos esta história de cor e salteado) pandemia, fechos, reaberturas e eis-nos em junho de 2022. Tal como nos explica Rui Oliveira, o Nómada Chiado "tem o ADN" do irmão mais velho, embora com uma carta mais reduzida. O diretor financeiro do Nómada destaca com orgulho que, mesmo com o impacto negativo que atingiu o setor da restauração, conseguiram não só manter a equipa durante os períodos de confinamento, em que os espaços funcionaram apenas em take away, como também reduzir ao mínimo a rotatividade do pessoal.

Umikai Sushi & Poke. O novo conceito da UberEats tem assinatura do chef do Nómada
Umikai Sushi & Poke. O novo conceito da UberEats tem assinatura do chef do Nómada
Ver artigo

Além dos dois Nómadas, Rui e Francisco têm ainda o Umikai, serviço de take away especializado em sushi e poke, disponível em Lisboa e na Charneca da Caparica. "O Nómada das Avenidas Novas é a galinha dos ovos de ouro, o do Chiado é o bebé e o Umikai é o bicho à parte", brinca Rui Oliveira.

Um Ferrero Rocher carnívoro e uma surpresa com sabor a Ruffles de presunto

O menu de degustação, composto por 10 momentos, custa 65€ por pessoa. Há ainda a possibilidade de fazer pairing de vinhos (personalizado pelo sommelier, com preço sob consulta). Comecemos pelas entradas, das quais destacamos o puri coreano, uma espécie de versão carnívora e salgada de Ferrerro Rocher. As vieiras beurre noisette pareceram-nos um pouco enjoativas, com a intensidade da manteiga a sobrepor-se ao sabor delicado das vieiras.

O segundo ato, dedicado ao sushi e ao sashimi, comprova que o core business do Nómada justifica uma visita ao restaurante (e também o preço): peixe fresquíssimo, bem preparado, com combinações frescas e simples, que não confundem o palato, conjugado com inovações surpreendentes. Destacamos o gunkan especial do chef (vieira, lavagante e itogaki) cuja combinação de sabores nos fez viajar até à infância e aos deliciosos pacotes de Ruffles de presunto (pode parecer estranho mas não é, é delicioso) e o nigiri de enguia, foie gras e trufa, o final perfeito e decadente, que antecede o epílogo doce, composto por um delicioso e quase evanescente fofo de chá verde.

Aconselhados pelo chef de sala Marcelo Miranda, a nossa refeição foi acompanhada por três vinhos brancos (Quinta do Lagar Novo, Lua Cheia e Branco Vulcânico) e um vinho de sobremesa (Royal Tokaji Late Harvest).

Veja as fotos do menu de degustação

Há ainda a opção de estender o menu a 12 momentos (a que acresce sashimi e nigiri de otoro), por 79€. Durante o dia, o Nómada Chiado tem também o menu executivo (21€), uma forma eficaz, como nos explica Rui Silva, de despertar a curiosidade de potenciais clientes ao jantar.

Veja as fotos do espaço

Nómada Chiado

Largo Camões, Rua da Horta Seca, 5
1200-221 Lisboa

Horário: terça a sexta-feira 12h30 - 15h00 | 19h30 - 23h00; sábado 13h00 - 15h30 | 19h30 - 23h00
Contactos: (+351) 912 284 684; chiado@nomadagroup.com

Site, Facebook e Instagram

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.