Certamente muitos de nós já tínhamos bilhetes comprados para os festivais que não chegaram a acontecer devido à pandemia da Covid-19. Não vimos os concertos dos artistas de que tanto gostamos, não bebemos as típicas cervejas com os nossos amigos, não ficámos sem voz de tanto cantar nem trouxemos para casa aquela lembrança de merchandising que faz parte do ritual de um festivaleiro.

A verdade é que o cancelamento dos festivais trouxe problemas muito mais graves do que apenas deixarmos de nos divertir. Milhares de pessoas do setor viram os seus trabalhos postos em causa e foram obrigadas a parar. Em resposta ao grave impacto no setor dos espetáculos, festivais e eventos, provocado pela pandemia de Covid-19, um conjunto de entidades decidiu criar uma plataforma online que tem como objetivo ajudar a União Audiovisual.

Chama-se Uncancel Collection e consiste na venda do merchandising que não chegou a ser vendido devido ao cancelamento da maioria dos eventos. Desde o dia 25 de novembro que as tradicionais t-shirts dos festivais de música e todos os outros artigos estão à venda no site.  À causa juntaram-se ainda outras marcam que costumam estar presentes nestes eventos. A receita reverte para apoiar a União Audiovisual que posteriormente ajuda mais de 250 família do setor.

Não há festivais este verão? Transforme o seu jardim ou varanda num mini-festival
Não há festivais este verão? Transforme o seu jardim ou varanda num mini-festival
Ver artigo

A iniciativa partiu da agência Stream and Tough Guy em parceria com a H2N, a NOSSA e a CorpCom e conta com o apoio institucional do Millennium, com o apoio do Minipreço, e ainda com os produtores e promotores de eventos como a Everything is New, Música no Coração, Ritmos, e Rock in Rio.

"Tivemos esta ideia há cerca de dois meses, quando pensámos que, com o conjunto de eventos que estavam a ser cancelados por causa da pandemia, deveria existir também um conjunto de merchandising que, na prática, era um desperdício e não ia ter utilidade. Quando percebemos a questão da União Audiovisual estar a ajudar os seus técnicos e os profissionais ligados ao setor da cultura, achámos que poderia fazer sentido aprofundar esta ideia de forma a ajudá-los", começa por explicar João Ribeiro, sócio da Stream and Tough Guy, à MAGG.

Mas como se pode ajudar?

Cada pessoa pode doar a quantia que quiser de duas formas diferentes. No site da Uncancel Collection tem à sua disponibilidade dezenas de produtos que pode adquirir consoante os seus gostos. Em alguns casos existe ainda merchandising de anos anteriores que estão inseridos na secção "vintage". A outra possibilidade é compra um "t-shirt virtual" com o custo de 5€ que pode multiplicar as vezes que quiser.

O dinheiro angariado é entregue à União Audiovisual que converte posteriormente o valor em cartões de alimentação, explica João Ribeiro garantido que a adesão tem sido "espetacular".  "Tivemos também marcas que não tinham merchandising, mas quiseram fazer parte, como foi o caso do mini preço, que doou logo uma verba monetária para a causa. As pessoas também estão a aderir bastante, no primeiro dia vendemos mil euros em merchandising", afirma.

Neste momento, a Uncancel Collection conta com merchandising de alguns festivais de música bem conhecidos como o Rock in Rio, NOS Alive e NOS Primavera Sound, Vodafone Paredes de Coura, SBSR, Meo Sudoeste, entre outros, assim como produtos de ativação de marcas como a Worten, a Super Bock, a Corum Investments, ou o Sesimbra Natura Park, e ainda de bandas como Da Weasel e Um Corpo Estranho.

A campanha vai estar disponível até 15 de dezembro e se quer encontrar algum artigo em específico o melhor é não perder muito tempo porque vários já esgotaram. "Ao comprarem uma lembrança do evento que não aconteceu, os portugueses não estão apenas a comprar uma recordação de um espetáculo cultural ou desportivo que este vírus obrigou a cancelar mas estão, sobretudo, a ajudar os profissionais do setor na fase mais difícil das suas vidas. É uma forma de transformar o desperdício numa causa onde todos podem participar", explica João Ribeiro.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.