A identidade continua envolta em secretismo, mas o trabalho de Banksy, autor de obras como "Girl with Balloon" ou "Sweep It Under The Carpet", é reconhecido por milhares à escala internacional. Depois de Paris, Barcelona, Praga, Dubai e Milão, a exposição "The World of Banksy" chega agora a Portugal.

É incrível o que Banksy fez na casa de banho da sua casa enquanto está de quarentena
É incrível o que Banksy fez na casa de banho da sua casa enquanto está de quarentena
Ver artigo

Trata-se de uma exposição imersiva que abre portas já na próxima sexta-feira, 24 de junho, e que pretende trazer até Lisboa mais de 50 obras deste artista britânico, cujo trabalho já foi exibido em várias exposições em território nacional. Entre elas, "Banksy’s, Dismaland and Others", em 2019, no Porto, ou "Banksy: Génio ou vândalo?", que chegou à Alfândega do Porto em abril deste ano.

Sendo que esta última criou um clima de tensão com o artista aquando da patente em Moscovo, já que Banksy fez questão de esclarecer que o evento "não tinha nada" que ver consigo. "Eu não cobro às pessoas para verem a minha arte a menos que haja uma roda gigante", disse, em declarações citadas pela "Visão".

Ainda assim, apesar de indignado com a "ilegitimidade" da exposição, não tomou qualquer medida e reconheceu a ironia da situação. "Não sei se sou a melhor pessoa para se queixar dos outros exporem imagens [minhas] sem a minha autorização", acrescentou, referindo-se indiretamente às telas da sua arte, que são geralmente muros e edifícios públicos, que tende a pintar com sátiras e críticas à sociedade, geralmente com spray e stencil.

Uma das obras do artista em "The World of Banksy", exibida em Barcelona, Espanha. créditos: divulgação

A exposição que chega agora a Portugal, e que também não tem autorização ou aprovação do artista, tem a curadoria de Hazis Vardar e engloba mais de 50 obras de Banksy.

No caso, com recurso a murais, graffiti, instalações de vídeo e até obras em tamanho real, para que o público consiga viver uma verdadeira experiência imersiva na Capsule Gallery Lisbon, no número 25 da Rua Viriato, em Picoas, o local eleito para receber a arte do artista britânico. Os horários e preços da exposição ainda não foram revelados. 

Para além do registo irreverente, que procura satirizar e provocar a sociedade, Banksy é também conhecido por ser o artista cujo rosto ninguém conhece e por ser o autor da obra que se "autodestruiu" durante um leilão em 2018. À data, segundo o jornal "Público", um quadro com a imagem "Girl with Balloon" foi destruído em pleno leilão, quando uma trituradora, escondida atrás da moldura, arruinou a metade da pintura que representava a rapariga.

Isto, já depois de um comprador ter licitado a obra em 1,042 milhões de libras (à data, cerca de 1,2 milhões de euros). O autor do crime nunca foi conhecido, mas, de acordo com a publicação, muita gente pôs a hipótese de o próprio artista ter estado por detrás do incidente.

A exposição está aberta das 13h às 20h nos dias úteis, das 11h às 21h aos fins-de-semana e feriados. Encerra à segunda. Os preços vão dos 8€ (crianças dos 6 aos 12 anos, adultos com mais de 65 anos e jovens com cartão de estudante válido) aos 12€ (dos 13 aos 64 anos). Famílias de quatro (2 adultos e 2 jovens) pagam 28,50€ e, para grupos com 10 ou mais participantes, o bilhete custa 8€ / pessoa.  Para mais informações: info@theworldofbanksy.pt / 213 571 549

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.