Comédias românticas pirosas, com argumentos que não fazem qualquer sentido e em que o máximo de envolvimento físico e paixão são beijinhos tímidos são um deleite ideal para uma tarde de domingo, quiçá acompanhados de um bolo de canela e maçã ou de uma destas cinco receitas de pipocas que já lhe sugerimos.

Agora que a contagem decrescente para o Natal já começou, começam a chegar às plataformas de streaming conteúdos temáticos. E a Netflix especializou-se, sobretudo nos últimos dois anos, na produção em massa de comédias românticas alusivas à época. O que têm quase todas em comum? Atores praticamente desconhecidos, orçamentos modestos e histórias ridiculamente previsíveis.

Mas, como um mundo ainda abalado pela pandemia e respetivas consequências, quem é que precisa de imprevisibilidade? Do que precisamos mesmo (este domingo ou noutro dia qualquer) é de "A California Christmas". O filme, lançado há precisamente um ano, tem a particularidade de ser protagonizado por um casal na vida real, os atores Josh e Lauren Swickard.

A atriz, que é também a autora do guião, dá vida a Callie, uma jovem que tenta manter à tona um rancho de produção leiteira mas que se vê a braços com dívidas e também o assédio de uma empresa imobiliária que lhe quer comprar o terreno da quinta. Pelo meio há uma mãe a recuperar de um cancro e também uma irmã, Hannah, que, apesar de ser apenas uma criança, já realiza tarefas de adulto e parece nem sequer frequentar a escola.

Da comédia ao drama, 6 filmes da Netflix tão maus que são bons
Da comédia ao drama, 6 filmes da Netflix tão maus que são bons
Ver artigo

Joseph (Josh Swickard) é um playboyzinho milionário que vive sem preocupações até a mãe o incumbir da tarefa de convencer a família de Callie a vender os terrenos. Só assim ascenderá à um cargo qualquer na empresa da família. Contrariado, Joseph lá vai (de motorista, claro) algures para um sítio que é suposto ser a Califórnia mas parece ser nos arredores de Beja.

Não interessa. O que interessa é que Joseph vai com a intenção de dar a volta a Callie, fechar o negócio e voltar à sua vidinha despreocupada (que inclui despachar dates por voicemail e viver num hotel... que nem tem assim tão bom aspecto mas... orçamentos). Callie claro que é uma moça dura de roer e Joseph (que acaba por assumir a identidade de outra pessoa) acaba por ter de ficar uns dias a viver no rancho, com tudo o que a vida de rancho implica: apanhar cocó de vaca, ordenhar vacas, cortar lenha e vestir calças de ganga impossivelmente justas.

O que acontece a seguir? Bem, a ação passa-se nas semanas que antecedem o Natal e, já sabem, a época natalícia tem o condão de fazer com que as pessoas se apaixonem como por magia, mesmo que se odeiem. Pelo menos nas comédia românticas, claro.

Se já viu "A California Christmas" e 'gostou' (ou seja, sentiu aquele constrangimento delicioso, fruto de um filme absurdamente previsível mas que distrai durante 1 hora e 47 minutos, saiba que, a 16 de dezembro, chega à Netflix a sequela "A California Christmas: City Lights".

Na vida real, Josh e Lauren Swickard casaram-se em julho de 2019 e têm uma filha, Savannah, de seis meses.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.