Falsos testemunhos acumulam-se e publicações falsas disfarçadas de relatos de guerra têm vindo a inundar as redes sociais desde o arranque da invasão russa, a 24 de fevereiro. Mas Sean Penn compromete-se a retratar a verdade. O ator e realizador de 61 anos viajou para a Ucrânia ainda antes de a Rússia invadir o território. E encontra-se no terreno, desde o primeiro dia em que marcou presença na primeira fila da conferência de imprensa governamental.

Ucrânia. Civis fazem frente a tanques, escolas e ambulâncias sob ataque. Última noite "foi brutal”
Ucrânia. Civis fazem frente a tanques, escolas e ambulâncias sob ataque. Última noite "foi brutal”
Ver artigo

"O realizador veio de propósito a Kiev para filmar tudo o que está a decorrer neste momento na Ucrânia, e para contar ao mundo a verdade sobre a invasão russa ao nosso país", lê-se num comunicado do gabinete da presidência ucraniana, citado pelo "The Independent", que refere ainda que "Sean Penn demonstra a coragem que muitos outros, especialmente políticos ocidentais, não têm".

"Quantos mais amigos da Ucrânia estiverem no país a apoiar a luta pela liberdade, mais rapidamente pararemos o ataque traiçoeiro da Rússia", acrescentou Zelensky. Até à data, para além de um encontro formal com o presidente ucraniano, o artista já esteve com a vice-primeira-ministra, Iryna Vereshchuk, e conversou ainda com jornalistas e militares sobre o conflito.

"Já era um erro brutal de vidas tiradas e corações partidos, e se não ceder, acredito que Putin terá cometido um erro terrível para toda a humanidade", disse Penn na sexta-feira, 25. "O Presidente Zelensky e o povo ucraniano ergueram-se como símbolos históricos de coragem e princípio. A Ucrânia é a ponta da lança para o abraço democrático dos sonhos. Se permitirmos que lute sozinha, a nossa alma enquanto América está perdida", cita a "Variety".

Sean Penn está a produzir um projeto para a VICE Studios

O realizador norte-americano já tinha visitado a Ucrânia, em novembro do ano passado, a propósito de um alegado projeto que está a ser produzido pela VICE Studios. Até à data, são escassos os detalhes sobre o novo conteúdo de Penn, em processo de gravações na Ucrânia, mas fotografias que remontam à época mostram-no a visitar as linhas de frente das Forças Armadas ucranianas, perto da região de Donetsk, confirma a mesma publicação.

Esta não é a primeira vez que Sean Penn visita territórios em risco. Num registo semelhante, o ator e realizador já produziu também o documentário "Citizen Penn", que relata o estado do Haiti, depois dos terramotos que devastaram o território em 2010.

Neste sentido, Sean Penn criou ainda a organização sem fins lucrativos, CORE, que pretende prestar auxílio a países em situações de crises humanitárias.

"Quando uma crise explode, respondemos de forma imediata para colmatar lacunas, mobilizar recursos e estabelecer confiança e colaboração dentro das comunidades. (...) O CORE centra-se na equidade, trazendo alívio diretamente para aqueles que mais precisam", lê-se no site oficial da organização.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.